R.B. 3/MAI/18 "O trabalhador tem poucos deveres e muitos direitos"



"O trabalhador tem poucos deveres e muitos direitos"

São Paulo, 3 de maio de 2018 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, em um “ajuste técnico” após recuar -2,2% nos 2 últimos pregões, porem deve-se ressaltar que a tendência segue sendo de queda, diante do desempenho ruim da economia tupiniquim e da esperada piora do cenário político do país e (2) o DÓLAR pode cair, influenciado pelo anuncio de que o BC aumentará a “dose” dos seus leilões de venda, porém deve-se ressaltar que a trajetória da moeda norte-americana segue sendo de alta.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,8%, acompanhando as perdas das bolsas de NY, com bom volume de negócios (R$ 11,7bi) e prejudicada principalmente pelas perdas das ações dos bancos, como Itaú (-4,5%) e Bradesco (-2,6%) e (2) o DÓLAR subiu 1,4% à R$ 3,55, para fechar o dia no maior patamar desde 2/JUN/16, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e impulsionado pelos mesmos motivos que derrubaram a bolsa tupiniquim.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,2% e China -0,1%, realizando lucros recentes e em um movimento de cautela antes da decisão de política monetária nos EUA e diante das conversas entre a China e o governo Trump para tentar superar suas desavenças comerciais, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,3%, França 0,2% e Alemanha 1,5%, beneficiadas por bons resultados corporativos e também pela valorização do dólar frente ao euro, que impulsiona as ações de exportadoras e (3) dos EUA, S&P -0,7%, DJ -0,7% e NASDAQ -0,4%, com os investidores analisando a decisão de política monetária do FED (“Copom” local), que manteve as taxas de juros inalterados e reiterou os planos de continuar o aperto monetário gradualmente.

Conforme esperado por mais de 90% do “mercado”, ontem o FED (“Copom” dos EUA) decidiu, por unanimidade, manter a taxa dos Fed Funds entre 1,50% e 1,75%, ressaltando no seu comunicado otimismo com o mercado de trabalho e tranquilidade em relação às pressões inflacionárias.

Apesar de repetir, como um papagaio, que o câmbio flutua livremente no Brasil, ontem o BC tupiniquim, preocupado com a recente disparada da moeda norte-americana e com as consequências inflacionárias disto, anunciou que que irá ofertar, a partir de hoje, contratos de swap cambial em uma quantidade maior do que os que vencerão em 1/JUN/18.

Para cobrir as perdas do BNDES e do Credit Suisse com o calote dado por Moçambique e Venezuela, ontem o Congresso Nacional tupiniquim aprovou um remanejamento de verbas que vai tirar R$ 1,2bi do seguro-desemprego.

Indicando que um investidor global precisa ser muito arrojado para colocar dinheiro no Brasil, o país no qual “o trabalhador tem poucos deveres e muitos direitos” ocupa a posição 78 no ranking mundial de produtividade média no trabalho, com um trabalhador norte-americano e alemão, que ocupam a posição 9 e 21 desta lista, produzindo respectivamente 4 vezes e 3 vezes mais que um brasileiro.

Citando como motivo as ameaças de “guerra comercial” entre EUA e China, Soren Schroder, presidente-executivo da Bunge, afirmou que os compradores chineses suspenderam a aquisição da safra norte-americana de soja deste ano e começaram a comprar dos produtores brasileiros, o que aliás já causou um aumento de mais de 10% dos preços internacionais do farelo de soja.

Beneficiada há décadas por incentivos, isenções e até doações por parte do Estado tupiniquim, a Volkswagen anunciou ontem que vai praticamente dobrar neste ano a produção de motores em sua fábrica em São Carlos e ampliar a exportação de veículos.

Com as importações crescendo 14,5% e as importações aumentando 7,7%, ambas na comparação com o mesmo período de 2017, nos 4 primeiros meses deste ano a balança comercial brasileira acumulou um superávit de US$ 20,1bi, resultado que é -6% menor do que o verificado nos 4 primeiros meses do ano passado.

Se preparando para a maior oferta de ações do mundo desde 2014, que obviamente ficará fora do alcance dos investidores da monopolista e cara bolsa tupiniquim, a fabricante de celulares Xiaomi abrirá capital na bolsa de Hong Kong e espera levantar US$ 10bi no IPO.

Política:

Confirmando que “os bandidos se juntam em bandos”, na terça-feira, de maneira bem discreta, o presidente Temer, que morre de medo de ser preso após sair da presidência do Brasil, foi à SP conversar com o ex-presidente FHC sobre a necessidade de unir o centro político e tentar impedir que a atual radicalização entre forças de esquerda e de direita domine o debate eleitoral no país.

Acreditando, de forma canalha, que a lei não vale para todos, o PT, que deve se autodestruir agarrado com seu líder, agora pretende propor aos candidatos de centro-esquerda que defendam o indulto para Lula na campanha eleitoral, porém até agora o único maluco que prometeu o perdão judicial a ele foi Guilherme Boulos, líder do grupo terrorista MST e candidato à presidente pelos retardados do PSOL.

Como já era de se esperar, a Assembleia Legislativa de MG, que é um covil de bandidos, decidiu suspender a tramitação do pedido de impeachment contra o governador do Estado, que é o Fernando Pimentel, e com isto a denúncia foi arquivada.

Antes tarde do que nuca, finalmente a Procuradoria-Geral da República denunciou o ministro da Agricultura, Blairo “motosserra” Maggi, sob acusação de corrupção ativa por sua participação em um esquema de compra e venda de vagas no Tribunal de Contas do Estado do Mato Grosso em 2009, quando o referido picareta era governador.

Batendo cada dia “mais forte” no governo Temer, Rodrigo Mais, o presidente da Câmara, afirmou ontem que o presidente tem que se articular melhor na Casa para não desmobilizar a base e “prometeu” que o ritmo de votações deve ser retomado na próxima semana.

Contrariando a opinião do ex-ministro Jaques Wagner de que o PT pode indicar um vice numa chapa de Ciro Gomes, Gleisi Hoffmann, a presidenta da organização criminosa petista, afirmou que “Ciro não passa no PT nem com reza brava”.

Com seus correligionários reclamando de sua “marolinha”, Alckmin afirmou que “a onda de Jair Bolsonaro já passou”, que Marina Silva e Ciro Gomes, que cresceram depois da prisão de Lula, estão perdendo força e que duvida da consistência do movimento em torno de Joaquim Barbosa.

Com os tucanos, assim como os petistas e peemedebistas, se enrolando cada dia mais com a justiça, a juíza Simone Gomes Casoretti, de SP, determinou a indisponibilidade dos bens de Sergio Avelleda, que é o chefe de gabinete de Bruno Covas, o prefeito tucano de SP, e das 11 empresas que formavam o consórcio que construiu a Linha 5 Lilás do Metrô de SP.

Crítica:

Ainda sem coragem para meter os banqueiros na cadeia, hoje pela manhã a Polícia Federal deflagrou a Operação Câmbio, Desligo para prender 45 pessoas após a delação dos doleiros Vinicius Claret e Cláudio Barbosa, apontados como os maiores doleiros do país e que contaram como funcionava um sistema que movimentou cerca de US$ 1,6bi envolvendo mais de 3.000 offshores em 52 países.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário