R.B. 6/FEV/18 "É doce e tranquilo ter fórum privilegiado"



"É doce e tranquilo ter fórum privilegiado"

São Paulo, 6 de fevereiro de 2018 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, com "boas chances" de fechar o dia abaixo do "suporte" dos 80.000pts, se "ajustando" a piora do "humor" nas principais bolsas mundiais e influenciada pela ausência de perspectivas positivas para as eleições presidenciais brasileiras deste ano e (2) o DÓLAR pode subir, mesmo diante do leilão de venda anunciado pelo BC, novamente acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e impulsionado pela esperada elevação do risco-brasil e pela redução do fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu "apenas" -2,6%, o que pode ser considerada uma baixa "modesta" diante da forte derrocada das bolsas de NY (-4,1%), com os investidores também cada dia mais convencidos de que a reforma da Previdência de Temer não deve prosperar e (2) o DÓLAR subiu 1,1% à R$ 3,25, recuperando o patamar dos R$ 3,25, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo "humor negativo" na bolsa tupiniquim e pelo aumento das "apostas" de alta dos juros nos EUA.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -2,5%, ajustando-se às perdas das bolsas de NY na sexta-feira e registrando a maior baixa diária desde NOV/16 e China 0,7%, sustentada por compras de fundos de investimentos estatais, (2) da EUROPA, Inglaterra -1,5%, França -1,5% e Alemanha -0,8%, com destaques de queda para as ações do setor bancário, como Deutsche (-1,5%), Santander (-1,3%), e Société Générale (-1,3%), que é altamente relacionado com os programas de estímulo à economia, e para as petroleiras, como BP (-1,5%), Shell (-1,2%), Repsol (-1,5%) e Total (-1,7%), que acompanharam o recuo do petróleo e (3) dos EUA, registrando as piores baixas diárias desde 10/AGO/11, S&P -4,1%, DJ -4,6% e NASDAQ -3,8%, com os investidores "fugindo" da renda vaiável na medida em que os principais BCs do mundo, inclusive o norte-americano, emitem alertas de que o crescimento está fortalecido e que a inflação se aproxima das metas, o que abre espaço para apertos monetários mais aprofundados.

Ontem, após a divulgação de que o índice de gerentes de compras composto da zona do euro subiu de 58,1pts em DEZ/17 para 58,8pts em JAN/18, atingindo o maior nível desde JUN/16, Mario Draghi, presidente do BC Europeu, afirmou que a economia da zona do euro está se expandindo mais forte que o esperado e que as medidas adotadas pela instituição permitirão que a inflação atinja a meta gradualmente, indicando assim que o custo do dinheiro ficar mais caro no primeiro mundo.

Com um otimismo cada dia mais inexplicável, o "mercado" elevou, desta vez de 2,66% para 2,70%, suas previsões para o desempenho do PIB brasileiro em 2018 e reduziu, de 3,95% para 3,94%, suas "apostas" para a inflação brasileira neste ano, patamar abaixo do centro da meta (4,5%).

Ressaltando que o momento é o ideal para entrar no país, pois o Brasil ainda não se recuperou plenamente da recessão e outros investidores ainda têm receio de aportar dinheiro aqui, Neil Patel, prestigiado investidor dos EUA, levantou R$ 32,5mi para fazer investimentos em empresas brasileiras que têm parte de sua estratégia em serviços conectados à internet.

"Apostando alto" no Brasil, a Qualcomm e a USI, subsidiária da coreana ASE, anunciaram ontem uma joint venture para construir em até 5 anos, por cerca de R$ 647mi, uma fábrica de chips no Brasil voltada para dispositivos de internet das coisas.

Ontem o bitcoin caiu -17% e atingiu cerca de 40% do seu máximo histórico, após o governo de Pequim dizer que quer acabar com as últimas transações em criptomoedas, como o bitcoin, que ainda são feitas na China, bloquear o acesso às plataformas estrangeiras e retirar seus aplicativos das plataformas móveis locais.

-    O Itaú caiu -3,5%, porem após o fechamento do pregão o referido banco, que se esbalda no monopolista setor financeiro tupiniquim, anunciou que acumulou um lucro líquido de R$ 24,9bi em 2017, valor 11,1% maior que em 2016 e que foi impulsionado principalmente pelo forte aumento da receita com prestação de serviços.
-   O Bradesco caiu -1,6%, mesmo após o anúncio de que Octavio de Lazari Junior substituirá Luiz Carlos Trabuco na Presidência Executiva do banco a partir de MAR/18.

Política:

Impedida de tomar posse como ministra do Trabalho por uma sucessão de decisões judiciais, a deputada Cristiane Brasil, do PTB do RJ, teve a "cara de pau" de dizer que está sendo alvo de um julgamento político e pediu celeridade à presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia.

Cada dia mais populista, ontem Alckmin, governador de SP e pré-candidato tucano à presidente, anunciou que os créditos do programa Nota Fiscal Paulista poderão ser sacados todos os meses até o final deste semestre e o valor mínimo para que o crédito possa ser transferido para a conta do consumidor foi reduzido de R$ 25,00 para R$ 0,99.

Como o presidente Temer, além de ser refém do coronel Sarney, é refém também do bandido do Roberto Jefferson, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, "garantiu" que o governo não fará nenhum pedido ao PTB alterar a indicação da estúpida e despreparada Cristiane Brasil para o ministério do Trabalho.

Encrencando cada dia mais o chefe da organização criminosa petista, o marqueteiro e picareta João Santana afirmou, em depoimento ao Juiz Sergio Moro, que cobrou de Lula por atrasos em pagamentos da Odebrecht, em sua campanha e na de Dilma.

"Sonhando alto" com a presidência do Brasil, ontem, no retorno dos "trabalhos" legislativos, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, fez um discurso em que evocou ao Congresso Nacional os créditos da recuperação econômica do país.

Encolhendo a cada dia e com seus líderes mais perto da cadeia, a Frente Brasil Popular, que é composta por movimentos de esquerda e pelo PT, distribuiu ontem um cronograma de ações para os meses de FEV/18 e MAR/18 contra a reforma da Previdência e em defesa do ex-presidente Lula, que segundo seus comparsas pode ser preso a partir de 19/FEV/18.

Como quem avisa que "o gato subiu no telhado", ontem, o deputado Arthur Maia, relator da reforma da Previdência, alertou que, faltando 2 semanas para a data marcada para o início da discussão do tema no plenário da Câmara, as possíveis mudanças não estão fechadas e, mesmo com a dificuldade em conseguir os 308 votos necessários, defendeu que o texto seja votado neste mês ou retirado da pauta.

Crítica:

Provando, pela enésima vez, como "é doce e tranquilo ter fórum privilegiado" e ser julgado pelo Supremo, ontem o ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, arquivou, alegando prescrição e falta de provas, um dos inquéritos abertos em 2002 pela corte para investigar o senador peemedebista Romero Jucá por desvios de recursos federais destinados ao município de Cantá (RR).

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário