R.B. 13/JAN/15 "Palhaçada com dinheiro publico"


R.B.

"Palhaçada com dinheiro publico"

 

São Paulo, 13 de janeiro de 2015 (TERÇA-FEIRA)


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando recuperar uma parte das perdas já acumuladas no ano (-3,7%), acompanhando o desempenho positivo das principais bolsas mundiais e influenciada pela leve recuperação dos preços das commodities e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a esperada melhora do "humor" na Bovespa e influenciado pelos leilões de venda do BC.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,4%, acompanhando as perdas das bolsas de NY e pressionada principalmente pelo forte recuo das ações da Petrobrás (-5,2%), em um pregão com baixo volume de negócios (R$ 5,6bi) e (2) o DÓLAR subiu 1,1% à R$ 2,67, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, a piora do "humor" na Bovespa e os "rumores" de um suposto fluxo de saída de investidores estrangeiros do país.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão ficou fechada por feriado enquanto o governo local planeja um orçamento recorde para o próximo ano fiscal e China –1,7%, esperando a divulgação de dados da economia do país e temendo uma inundação de ofertas públicas iniciais, (2) da EUROPA, na "contramão" das demais bolsas mundiais, Inglaterra 0,1%, França 1,2% e Alemanha 1,4%, impulsionadas pelas expectativas de que o BC Europeu adote mais medidas de estímulo para a economia da zona do euro e (3) dos EUA, devolvendo os ganhos registrados na abertura, S&P –0,8%, DJ –0,5% e NASDAQ –0,8%, prejudicadas por uma nova queda nos preços do petróleo, que fechou no menor patamar desde MAR/09 e afetou os papeis de companhias de energia, como Chevron (-2,2%) e ExxonMobil (-1,9%).

 

Mostrando quais são suas prioridades, a presidenta Dilma deve trocar a viagem a Suíça, onde acontecerá na próxima semana o Fórum Econômico Mundial de Davos, para comparecer, no dia 22, à cerimônia de posse do colega boliviano, Evo Morales, em La Paz.

 

-    Cada dia mais pessimista, o "mercado" elevou, desta vez de 6,56% para 6,60%, suas expectativas para a inflação brasileira em 2015 e reduziu, agora de 0,50% para 0,40%, suas "apostas" para o PIB do país neste ano.

-    Como o Tesouro Nacional não fará aportes ao setor elétrico neste ano, contrariando a previsão inicial no orçamento para um repasse de R$ 9bi, 100% dos gastos do setor serão custeados pelo consumidor, na forma de aumento da conta de luz.

 

Diante da baixa concorrência do setor financeiro tupiniquim e da enorme falta de educação financeira dos brasileiros, que na grande maioria das vezes consomem de forma desnecessária e sem planejamento, em DEZ/14 as taxas de juros cobradas no cartão de crédito alcançaram inacreditáveis 258,26% ao ano, o que representa o maior patamar desde JUL/99.

 

Cavando sua própria cova, ontem o BC da Argentina proibiu, por 30 dias, o banco HSBC de enviar dinheiro ou títulos a outros países, ressaltando que isto é uma represália pelas supostas "irregularidades" que o governo encontrou em inspeções no banco, principalmente referentes a registro de operações de transferência.

 

-    A Petrobrás caiu –5,2%, diante da nova baixa do petróleo, que fechou no menor patamar desde MAR/09, e principalmente do anúncio de que a empresa, para compensar o não pagamento da primeira parcela de participação nos lucros de seus funcionários neste ano, decidiu acatar proposta da Federação Única dos Petroleiros para antecipar o pagamento do benefício de 13º salário aos trabalhadores.


Política:
 
Fazendo "palhaçada com dinheiro publico" e provavelmente escrito por acéfalos alucinados, o perfil oficial de Dilma no Facebook publicou na tarde de ontem uma mensagem em que exalta a presidenta como uma "super-heroína" por supostamente ter garantido a menor inflação média de um presidente em primeiro mandato (6,41%).
 
Exatamente como o PT fez com a UNE, que atualmente é apenas massa de manipulação dos petistas, Juca de Oliveira, novo ministro da Cultura do governo Dilma, afirmou ontem que provavelmente irá nomear membros do coletivo Fora do Eixo para cargos na pasta.
 
Obviamente sem reconhecer a importância de uma de suas fundadoras, ontem o Palácio do Planalto avaliou que a senadora petista Marta Suplicy decidiu fazer críticas ao partido em busca de uma justificativa para deixar o PT e sair candidata a prefeita em SP por outra sigla.

 

-    Em mais um movimento para demonstrar autonomia em relação ao Palácio do Planalto, o deputado federal petista Arlindo Chinaglia deve deixar a defesa da regulação da mídia fora de sua plataforma de campanha para a presidência da Câmara.

-    Com a provável saída da senadora Marta Suplicy do PT, partidos aliados da presidenta Dilma, como PMDB e PDT, e também da oposição, caso do PSB e do Solidariedade, disputam sua filiação.

-    Quem cala consente e o silencio de Lula em relação às revelações de Marta de que ele está cada dia mais afastado de Dilma mostra que a senadora petista está correta.


Crítica:
 
Enquanto na França terroristas idiotas e acéfalos matavam um cartunista que zoava o profeta Maomé, causando uma comoção mundial em favor da tolerância e da paz, no Brasil, onde terroristas do MST são recebidos pela presidenta e bandidos frequentam o congresso nacional, alguns policiais despreparados e mal pagos ainda atiram antes de perguntar e matam cada dia menos bandidos, protegidos pelos diretos humanos, e mais inocentes.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



 

 

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário