R.B. 11/FEV/14 ‘’Pragmática, autoritária e cada dia mais apegada ao poder’’


R.B.

"Pragmática, autoritária e cada dia mais apegada ao poder"

 

São Paulo, 11 de fevereiro de 2014 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode subir, recuperando as perdas acumuladas no pregão anterior, beneficiada pela divulgação de bons resultados corporativos de empresas brasileiras, pela melhora do ''humor'' nas bolsas da Europa e dos EUA e pela valorização das commodities.

-    O DÓLAR pode cair, mais uma vez rompendo o ''suporte'' dos R$ 2,40, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa, influenciado pelos leilões de venda do BC e também seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,7%, já abriu em queda e, em um dia de agenda esvaziada, manteve a trajetória descendente ao longo de ''quase'' todo pregão, acompanhando a instabilidade das bolsa de NY e principalmente pressionada pelo desempenho negativo das siderúrgicas, como Gerdau (-3,3%), Usiminas (-5,0%) e CSN (-3,3%), diante do anuncio de queda de demanda de aço na Europa.

-    DÓLAR 1,2% à R$ 2,40, já abriu em alta e, interrompendo uma sequencia de 4 pregões consecutivos de queda, manteve a trajetória ascendente ao longo de toda a sessão, seguindo a piora do ''humor'' na Bovespa e em sintonia com a maior aversão aos emergentes no exterior.

-    Na ÁSIA, acompanhando o fechamento positivo das bolsas de NY na última sexta-feira, JAPÃO 1,8%, com o menor volume de negócios do ano, já que os investidores optaram por tirar uma folga antes de um feriado nacional desta terça-feira e CHINA 2,0%, a segunda alta consecutiva e no maior nível de fechamento desde 2/JAN/14, diante de ''rumores'' de possíveis políticas de apoio do governo e do anuncio de que os produtores de veículos elétricos esperam aumento das vendas e da produção.

-    Na EUROPA, sem uma tendência única, INGLATERRA 0,3%, FRANÇA 0,2% e ALEMANHA –0,2%, divididas entre a divulgação de dados decepcionantes da indústria da Itália e da França e o otimismo com boas notícias corporativas, como da L'Oreal (4,5%) e da Nokia (2,8%).

-    Nos EUA, revertendo no final do pregão as perdas da abertura, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,5%, em dia de agenda vazia e movimentos foram contidos em meio à cautela dos investidores antes do primeiro pronunciamento de Janet Yellen como presidente do Fed (''BC'' local) e com destaque de alta para a Apple (1,8%), após o mega investidor Carl Icahn afirmar que desistiu dos esforços para forçar a empresa a aumentar seu programa de recompra de ações.


Economia:

 

Após afirmar que acredita que exista muito mais pessimismo do que o justificado pela realidade e que o mundo está melhorando lentamente, Delfim Netto, ex-ministro da Fazenda e conselheiro de Dilma ressaltou que o Plano Real é uma obra inacabada, principalmente por conta da ausência de uma reforma fiscal, e que é por isto que o Brasil enfrenta o risco de rebaixamento de sua ''nota'' pelas agencias de classificação de risco.

 

Ainda mostrando pessimismo, o ''mercado'' reduziu, de 6,00% para 5,89%, suas ''apostas'' para o IPCA deste ano, elevou, de 11,00% para 11,25%, suas projeções para a Selic no fim de 2014 e diminuiu, de 1,91% para 1,90%, suas expectativas para o crescimento do PIB brasileiro deste ano.

 

Apesar de o governo Dilma ''garantir'' que a situação está controlada e que não vai ocorrer racionamento de energia elétrica e nem de água, diante da ausência de chuvas os reservatórios das hidroelétricas do Sudeste e Centro-Oeste do pais, que aliás concentram 70% da capacidade de geração do do Brasil, estão nos piores níveis para o período desde que o levantamento começou a ser feito, em 2002.

 

Confirmando a impressão de que está cada dia mais caro morar na maior cidade do Brasil, o custo de vida em SP aumentou 1,95% em JAN/14, patamar bem superior ao registrado em DEZ/13 (0,44%) e também maior que o auferido em JAN/13 (1,77%), e as maiores altas foram nos grupos educação e leitura (7,63%) e despesas pessoais (6,68%).

 

Apresentando dois números positivos da economia brasileira, (1) em JAN/14 a taxa de inadimplência registrou queda de 1,7% na comparação com JAN/13 e (2) em JAN/14 as vendas domésticas de papelão ondulado foram 1,83% maiores que em JAN/13.

 

Depois de registrar um saldo negativo de US$ -1,7bi na primeira semana de FEV/14, a balança comercial brasileira já acumula déficit de US$ -5,8bi em 2014, o que representa um resultado –36% pior do que o auferido no mesmo período de 2013 (US$ -4,2bi), e o principal motivo é a queda de –19,4% nos embarques de manufaturados na mesma base de comparação.

 

-    Enquanto o Brasil ''dorme no ponto'', Colômbia, Chile, México e Peru assinaram ontem em Cartagena, na Colômbia, um acordo para eliminar as tarifas alfandegárias sobre 92% dos produtos que comercializam.

-    Abaixo do esperado (0,89%) e também do resultado auferido na última leitura de JAN/14 (0,94%), o IPC, que mede a inflação da cidade de SP, registrou uma alta de 0,86% na primeira quadrissemana de FEV/14.

 

-    A Petrobras subiu 1,1%, diante de ''rumores'' de que a empresa aumentará novamente o percentual de álcool na gasolina.


Política:

 

''Pragmática, autoritária e cada dia mais apegada ao poder'', Dilma, apesar de não comemorar publicamente, provavelmente acredita que foi quem mais ''ganhou'' com o assassinato do cinegrafista da TV Bandeirantes pelos black blocs, avaliando que agora os protestos contra seu governo perderão credibilidade e apoio popular.

 

Comandado por petistas, alguns senadores, depois da morte do cinegrafista da TV Bandeirantes, já defendem que um Projeto da Lei Antiterrorismo seja aprovado o quanto antes para que possa enquadrar crimes como esse.

 

O deputado federal peemedebista Henrique Eduardo Alves, que atualmente é o presidente da Câmara, negou o pedido feito pelo deputado Natan Donadon, atualmente sem partido, para que a votação fosse secreta na sessão da próxima quarta-feira, onde será votado o processo de cassação de seu mandato.

 

Se envolvendo com um assunto que certamente não lhe trará nenhum beneficio, ontem o senador tucano Aécio Neves, pré-candidato do PSDB à Presidência da República, defendeu o ex-governador e deputado federal tucano Eduardo Azeredo, que será julgado no Supremo Tribunal Federal pelos crimes de desvio de dinheiro público e lavagem de dinheiro, no chamado "mensalão mineiro".

 

Mostrando que ainda tem ''muito juízo'', o empresário Abílio Diniz, presidente do conselho administrativo da BRF, recusou o convite feito pelo Palácio do Planalto para assumir o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no lugar de Fernando Pimentel, que deixará o cargo para se candidatar ao governo de MG.


Crítica:

 

Segundo um livro da psicóloga Meg Jay, o período entre 20 e 30 anos é crucial para todo o desenvolvimento da vida adulta, pois é neste período que cerca de 80% dos fatos mais importantes ocorrem, como o termino da faculdade, os investimentos na carreira e os relacionamentos amorosos que vão além dos namoros adolescentes.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário