R.B. 25/JUL/13 ‘’O galo cuida do galinheiro e a raposa fugiu’’


R.B.

"O galo cuida do galinheiro e a raposa fugiu"

 

São Paulo, 25 de julho de 2013 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode voltar a cair, ainda realizando lucros recentes, seguindo o mesmo movimento nas demais bolsas mundiais e também influenciada pelo recuo das commodities, porem deve-se ressaltar que o atual patamar segue atraente para compras visando investimentos de médio e longo prazos.

-    O DÓLAR deve subir, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa e também a trajetória internacional da moeda norte-americana, já que o Brasil segue com dificuldades para atrair moeda estrangeira diante das incertezas da economia mundial.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,9%, já abriu em queda e, em um movimento de realização de lucros recentes, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, em um dia marcado por notícias ruins tanto no cenário doméstico, como a divulgação de dados piores do que o esperado sobre desemprego no Brasil, quanto no internacional, como os sinais de desaquecimento da demanda da China.

-    DÓLAR 1,1% à R$ 2,25, já abriu em alta e, depois de dois recuos consecutivos, voltou a subir de forma consistente ante o real, acompanhando a tendência vista no exterior para fechar no maior patamar desde 16/JUL/13, mesmo com um leilão de venda do BC anunciado no final do dia.

-    Na ÁSIA, devolvendo uma parte dos ganhos do pregão anterior, JAPÃO –0,3%, CORÉIA –0,4% e CHINA –0,5%, prejudicadas pela divulgação de dados piores do que o esperado do setor industrial da China e com destaques de queda para as ações de bancos, que iniciam uma nova rodada de atividades de captação de recursos.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa, INGLATERRA 0,3%, FRANÇA 1,0% e ALEMANHA 0,8%, beneficiadas pela divulgação de indicadores econômicos que indicam que o bloco pode estar finalmente começando a sair da recessão.

-    Nos EUA, sem uma tendência única, próximas da estabilidade e após um pregão com pouca volatilidade, S&P –0,3%, DJ –0,2% e NASDAQ 0,3%, divididas entre a divulgação de de resultados corporativos negativos, como da Caterpillar (-2,4%) e da Boeing (-0,8%), e a divulgação de indicadores positivos da economia do país, como o índice de atividade dos gerentes de compra do setor industrial, que atingiu o maior patamar em 4 meses.


Economia:

 

Avaliando que a indústria local apresenta novos sinais de fraqueza, o governo chinês reagiu imediatamente e anunciou ontem uma série de medidas para acelerar o crescimento da segunda maior economia global, como (1) a redução da taxa tributária para pequenas empresas, (2) redução de custos para o setor exportador e (3) aumento dos investimentos em ferrovias.

 

Segundo a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe, este ano a economia brasileira vai crescer apenas 2,5%, patamar bem inferior às projeções para o Paraguai, que deve registrar o maior crescimento na região este ano, com expansão de 12,5%.

 

Indicando que a era do ''Brasil do pleno emprego'' pode ter ficado para traz, em JUN/13, ainda que de modo lento, o desemprego deu sinais mais claros que há em curso uma tendência de alta, já que a taxa subiu para 6%, após ter ficado em 5,8% em MAI/13 e em 5,9% em JUN/12.

 

Segundo uma avaliação de Aurélio Bicalho, economista do Itaú, as manifestações sociais de JUN/13, somadas ao cenário externo menos favorável ao Brasil e aos sinais ruins da economia tupiniquim, poderão ter efeito negativo prolongado sobre a confiança da população e consequentemente também sobre o desempenho da economia brasileira.
 
A colocação de 700 milhões de euros em bônus pelo Banco do Brasil na semana passada mostrou que o mercado de dívida externa reabriu, depois de quase dois meses de turbulência nos ativos de renda fixa causada pela indicação do Fed (''BC'' dos EUA) de retirada dos estímulos, porem com a proximidade das férias de verão no Hemisfério Norte, em AGO/13, a janela é curta e também já está claro que os emissores terão de pagar mais do que estavam acostumados para acessar o mercado de capitais e que o volume de operações brasileiras deste ano não será mais recorde.
 
-    A Petrobrás caiu –0,1%, porem ontem, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que que finalizou a perfuração e o teste de formação do quarto poço da área de Iara, no pré-sal da bacia de Santos, onde a companhia estima ter reservas entre até 4bi de barris de óleo equivalente de boa qualidade.

-    A Natura caiu –2,2%, porem também após o fechamento do pregão a empresa anunciou um lucro líquido de R$ 240mi no segundo trimestre de 2013, patamar acima do esperado pelo ''mercado'' (R$ 217mi).


Política:

 

Ressaltando que o seu apoio é para Dilma e não para o PT, o PSD, partido de Kassab, ''avisou'' ontem que se a presidenta, por conta da queda da sua popularidade, sair da disputa pela reeleição, apoiará uma eventual candidatura de Serra, o ex-governador de SP, que deve deixar o ninho tucano até OUT/13 e ingressar no PPS para disputar a Presidência.
 
Fazendo suas ''interpretações enviesadas'' dos fatos, ontem Lula afirmou, durante um evento realizado em Salvador para a comemoração dos 10 anos do PT no poder, que a ''voz das ruas'' pede a implantação do financiamento público de campanhas para combater a corrupção.
 
''De olho'' nos 15,1 milhões de eleitores do segundo maior colégio eleitoral do país, Minas Gerais, os presidenciáveis Aécio Neves, do PSDB, e Eduardo Campos, do PSB, deram passos importantes esta semana para acertar palanques duplos no estado, como forma de fortalecer suas prováveis candidaturas na disputa com a presidenta Dilma no ano que vem.
 
Presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal, ontem o ministro Ricardo Lewandowski suspendeu, em caráter liminar, o processo de perda de mandato do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos, pelo acúmulo de cargos por ter assumido, também, a Secretaria Nacional da Micro e Pequena Empresa do governo Dilma.
 
Como fruto de sua enorme incapacidade administrativa e de sua incrível capacidade de desfrutar das regalias do poder, o governo do peemedebista Sérgio Cabral foi o pior avaliado entre 11 governadores brasileiros pesquisados este mês pelo Ibope, com apenas 19% dos cariocas entrevistados considerando seu governo como ótimo ou bom.

Crítica:

 

Em MG agora ''o galo cuida do galinheiro e a raposa fugiu'', porem no Tribunal de Contas da União as raposas continuam mandando, já que segundo um relatório interno 3 de seus ''nobres'' ministros extrapolaram os gastos permitidos com passagens aéreas para as chamadas "representações institucionais", que são as viagens que supostamente seriam motivadas pelo exercício do cargo e cujos destinos são mantidos em segredo.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário