R.B. 23/MAI/13 ‘’É ruim ser sócio do governo no Brasil’’


R.B.

"É ruim ser sócio do governo no Brasil"

 

São Paulo, 23 de maio de 2013 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve cair, realizando lucros após 4 pregões consecutivos de alta, acompanhando a piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais após a divulgação de um índice provisório do banco HSBC que indica que a produção manufatureira da China está em contração em MAI/13.

-    O DÓLAR pode subir, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e a provável piora do ''humor'' na Bovespa, porem é importante ressaltar que o ''mercado'' segue monitorando, e esperando, uma possível intervenção do BC, uma vez que o dólar há 6 dias está cotado acima de R$ 2,03, valor que era apontado por operadores como limite de uma banda informal considerada confortável pelo governo tanto para a inflação quanto para as empresas no país.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,3%, abriu em alta e, após um pregão com alguma volatilidade (máxima de 1,4% e mínima de –0,4%), fechou com uma leve valorização, já que (1) Bernanke, o presidente do BC norte-americano, afastou indícios de corte em estímulos econômicos nos EUA pode acontecer no curto prazo e (2) a prévia da inflação brasileira em MAI/13 mostrou desaceleração.

-    DÓLAR 0,5% à R$ 2,05, abriu em leve queda, para na mínima recuar –0,1%, porem logo passou a subir e fechou o dia no maior patamar desde 22/JAN/13, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e o anuncio de que o déficit em transações correntes do Brasil em 12 meses findos em ABR/13 ficou acima de 3% do PIB pela primeira vez em mais de uma década.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 1,6%, no maior patamar em 5,5 anos, depois que o BC local decidiu manter o enorme estímulo monetário anunciado no mês passado, CORÉIA 0,6%, seguindo o fechamento positivo das bolsas de NY no dia anterior e CHINA –0,1%, realizando lucros recentes.

-    Na EUROPA, revertendo uma abertura negativa e novamente atingindo os maiores patamares em 5 anos, INGLATERRA 0,5%, FRANÇA 0,4% e ALEMANHA 0,7%, ''aliviadas'' após Bernanke, presidente do ''BC'' dos EUA, ter dito que o banco irá manter as medidas de estímulo monetário até que a economia melhore.

-    Nos EUA, realizando lucros recentes, com o S&_ registrando o maior declínio em 3 semanas, S&P –0,8%, DJ –0,5% e NASDAQ –1,1%, já que a ata da última reunião do Fed (''Copom'' dos EUA) mostrou que alguns participantes estão dispostos a reduzir as compras de títulos de dívida norte-americana a partir da reunião de JUN/13.


Economia:

 

Revelando um ''comportamento esquizofrênico'' do governo Dilma, enquanto o BC eleva os juros para esfriar a economia e conter a inflação, a Fazenda e o Planejamento anunciam mais gastos públicos para estimular o consumo e o investimento.

 

Ressaltando que o crescimento econômico brasileiro está ligado ao desenvolvimento social e políticas de integração dos mais pobres, ontem Lula tirou do bolso sua ''bola de cristal'' para dizer que até 2016 a economia brasileira será a quinta maior do mundo.

 

Confirmando mais uma vez como ''é ruim ser sócio do governo no Brasil'', ontem Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou que as empresas estatais vão lucrar mais neste ano, porem ressaltou que o governo pode pegar menos dividendos para deixar capital nelas.

 

Dando um sinal positivo da economia brasileira, o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica, que tinha recuado –0,2% em FEV/13 na comparação com JAN/13, avançou 0,4% em MAR/13 na comparação com FEV/13, fechando assim o primeiro trimestre deste ano com uma alta de 2,4% sobre o primeiro trimestre de 2012.

 

Cansada de esperar pelos petrodólares prometidos pelo falecido Hugo Chávez, ontem Graça Foster, presidenta da Petrobras, afirmou que a refinaria Abreu e Lima, em construção em Pernambuco, será concluída com ou sem a participação da estatal venezuelana, PDVSA.

 

Elevando as ''apostas'' de que o Copom vai subir a Selic ''apenas'' em 0,25% na reunião da próxima semana, o IPCA-15 de MAI/13, influenciado positivamente pelo recuo dos preços dos alimentos, ficou em 0,46%, patamar abaixo do esperado pelo ''mercado'' (0,50%) e também aquém do resultado de ABR/13 (0,51%).

 

Influenciadas negativamente pela queda abrupta do superávit da balança comercial brasileira, em ABR/13 o déficit em transações correntes do país alcançou US$ -8,3bi, o que representa um histórico, considerando a série iniciada em 1947, e é 55% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado (US$ -5,4bi).


Política:
 
Fazendo assistencialismo com dinheiro privado e provavelmente reduzindo ainda mais a motivação para a contratação de trabalhadores domésticos, o senador peemedebista Romero Jucá vai propor que o patrão recolha mensalmente 40% a mais de FGTS para empregados domésticos, que tanto nos casos em que forem demitidos ou que pedirem demissão terão direito ao saque referente à indenização.

 

Sem acordo sobre a reforma do ICMS, o governo Dilma desistiu de aprovar a medida provisória que cria fundos bancados pela União para compensar os Estados pela perdas na arrecadação do imposto, com isto no dia 3/JUN/13 a MP vai perder validade e caducar.

 

Ontem, no mesmo dia em que o Palácio do Planalto divulgou um levantamento que mostrou que o PMDB ocupa o 17º lugar na lista de fidelidade ao governo, contando os 24 partidos representados no Congresso Nacional, a cúpula do PMDB organizou um jantar marcado por críticas ao Palácio do Planalto e ao PT da "entrada até a sobremesa", já que Dilma recusou o convite alegando que sua família estava em Brasília.

 

Disposto a ampliar sua base eleitoral e reduzir o número de adversário para disputar a reeleição em 2014, Alckmin, governador tucano de SP, deve acertar hoje a entrada do PRB de Celso Russomanno no primeiro escalão do governo estadual.


Crítica:

 

Colocar uma bateria recarregável dentro e no alto dos postes dos faróis é simples e barato, principalmente nas vias principais, o que evitaria parte do caos no transito que ocorre sempre que chove forte em SP. Porem a solução ideal, em uma cidade descrente e moderna, para a queda da energia constante, é passar todos os cabos de energia por baixo da terra. Poderíamos substituir aos poucos os postes existentes e até cobrar parte da conta das empresas de energia, mas em tese não dá voto obra embaixo da terra e as empresas de energia são contribuintes dos partidos políticos, por isto os prefeitos e vereadores atuais postergam sempre isto.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário