R.B. 31/OUT/12 "Dispensado"


R.B.

"Dispensado"

 

São Paulo, 31 de outubro de 2012 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, tentando recuperar mais uma parte das perdas acumuladas no mês (-2,5%), com ''boas chances'' de fechar o dia acima dos 58.000pts diante da gradativa melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e da divulgação de sinais econômicos positivos e de bons resultados das empresas brasileiras.

-    O DÓLAR pode voltar a cair, com ''ótimas chances'' de zerar a pequena valorização acumulada no mês (0,1%), influenciado pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,9%, já abriu em alta e, com o menor volume de negócios (R$ 3,2bi) dos últimos 5 meses, fechou na máxima do dia, sustentada principalmente pela recuperação das ações da Petrobrás (0,9%) e da Vale (0,9%) e seguindo a leve melhora do ''humor'' nas bolsas da Europa.

-    DÓLAR –0,1% à R$ 2,03, ainda ''engessado'' e com oscilações limitadas, diante da influência das atuações mais recentes do BC, manteve-se próximo da estabilidade ao longo de todo pregão, para fechar em leve queda seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO –1,0%, revertendo uma abertura positiva, para fechar o dia na pior pontuação em 2 semanas, após o anúncio do resultado da reunião de política monetária do BC local não anunciar uma flexibilização um pouco maior da sua politica monetária, CHINA 0,2%, tentando se recuperar após 2 pregões consecutivos, de baixa e CORÉIA 0,5%, sustentada pela presença de investidores em busca de ofertas de ocasião.

-    Na EUROPA, ''animadas'' com a divulgação de um PIB ''menos pior'' do que o esperado na Espanha, INGLATERRA 1,0%, FRANÇA 1,5% e ALEMANHA 1,1%, com destaques de alta para ações de empresas dos setores financeiro e energético, diante da divulgação de bons resultados corporativos do do banco suíço UBS (5,9%) e da petrolífera britânica BP (4,5%).

-    Nos EUA, S&P DJ e NASDAQ permaneceram fechadas por conta do furacão Sandy.


Economia:
 
''Garantindo'' que o ''tripé'' da atual política econômica do País, baseada em câmbio flutuante, superávit primário e meta de inflação, continua valendo, Miriam Belchior, ministra do Planejamento, classificou de "menos ousada" a previsão de crescimento do Brasil de 4,5% em 2013, que consta da proposta orçamentária para o próximo ano, ressaltando que o País poderá crescer ainda mais pois o governo já adotou medidas que estimularam a indústria e a agricultura, e promoveu a redução de juros.
 
Apoiada na decisão de um tribunal dos EUA de que a Argentina não pode fazer pagamentos aos credores que aceitaram a reestruturação da dívida do país em 2005 sem dar o mesmo tratamento aos que recusaram, ontem a agencia de classificação de risco Standard & Poor's rebaixou sua ''nota'' para Argentina de B para B- e com perspectiva negativa, o que provavelmente vai prejudicar ainda mais a já combalida economia do referido país.
 
Dando 2 novos sinais positivos da economia brasileira, (1) 61% das empresas brasileiras pretendem contratar profissionais no quarto trimestre deste ano e (2) em SET/12 as vendas nos supermercados brasileiros subiram 4,91% ante SET/11.
 
Beneficiadas pela queda da taxa de juros, em SET/12 (1) a inadimplência das empresas brasileiras recuou -9,2% na comparação com AGO/12 e (2) o número de ações locatícias, ou seja, que têm como objeto problemas relativos ao aluguel de imóveis, caiu -19% na comparação com AGO/12.
 
Sem dó de ''rasgar dinheiro'' para cumprir sua ''obsessão'' de construir um trem-bala ligando Campinas, SP e RJ, o governo Dilma, para garantir uma empresa interessada no questionável projeto, decidiu bancar a operação até mesmo com trens vazios.
 
Finalmente dando um sinal de controle da inflação, o IGP-M desacelerou para 0,02% em OUT/12, ante alta de 0,97% em SET/12, influenciado positivamente pela desaceleração do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que recuou –0,2% no período.
 
-    A Amil subiu 0,4%, elevando a valorização acumulada em OUT/12 para 25,4%, já que anunciou que vai realizar uma oferta pública de aquisição das suas ações detidas por minoritários para depois cancelar o registro de companhia aberta na Bovespa.
-    A OGX subiu 3,6%, após anunciar que encontrou indícios de petróleo no prospecto Curitiba, na bacia de Santos.

Política:
 
''Dispensado'', pelo próprio Serra, de vir à SP durante as eleições municipais para ajudar o PSDB na campanha, ontem o senador tucano Aécio Neves, potencial candidato do PSDB à Presidência em 2014, desembarcou em SP para discutir com FHC a renovação do partido.
 
Deixando bastante gente, da base aliada e também da oposição, com muito medo, ontem a Procuradoria Geral da República anunciou que terá que decidir o que fazer com um ofício que chegou ao Supremo Tribunal Federal em SET/12, assinado por advogados do operador do mensalão, Marcos Valério, sugerindo a delação premiada, que é quando o réu colaborara com a Justiça contando mais detalhes do crime em troca de benefícios.
 
Confirmando o corporativismo petista, ontem Rui Falcão, presidente nacional do PT, ''avisou'' que não haverá punição e que o PT não tomará qualquer medida contra os políticos petistas condenados no julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal
 

Dando o primeiro sinal, após as eleições municipais, de que Dilma continua com maioria folgada no Senado, ontem o plenário da referida Casa aprovou, por 57 a 4, a indicação da presidenta para Teori Zavascki para ocupar a vaga de Cezar Peluso no Supremo Tribunal Federal

 

Confirme já era esperado, a presidenta Dilma deve fazer uma mudança de "pequena extensão" em seu primeiro escalão até o início do próximo ano e "restrita" a ajustes para reacomodar sua base aliada, inclusive podendo abrir caminho para acomodar o PSD, partido de Kassab que até a semana passada estava aliado à Serra nas eleições municipais de SP.

 

Dilma ficou contrariada com as declarações de ACM Neto, o prefeito eleito de Salvador, de que o vice-presidente Michel Temer seria seu principal interlocutor junto ao governo federal.

 
Mesmo sem ''combinar o jogo'' com o governo Dilma, ontem o petista Marco Maia, que é presidente da Câmara dos Deputados, colocou na pauta de votação do período entre os dias 20 e 23 de NOV/12 o projeto de substituição do fator previdenciário.
 
''Jogando duro'', ontem uma comissão do Senado propôs que a chamada guerra fiscal do ICMS, que no final das contas prejudica todos os brasileiros, vire crime e dê cadeia de até 4 anos.

Crítica:
 
Dando mais um exemplo do impacto negativo do ''custo Brasil'' na lucratividade e também na competitividade das empresas brasileiras, segundo um estudo da Fundação Dom Cabral, as estradas ruins, a carga e a descarga em centros urbanos e a falta de ferrovias custam às empresas brasileiras 13% de suas receitas brutas.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário