R.B. 13/SET/12 ‘’Vocação e civismo’’

 

R.B.

"Vocação e civismo"

 

São Paulo, 13 de setembro de 2012 (QUINTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve novamente subir, para finalmente fechar o dia acima dos 60.000pts, novamente acompanhando a provável melhora do cenário externo, que por sua vez aguarda uma decisão do Fed (''BC'' dos EUA), e a recuperação dos preços das commodities.

-    O DÓLAR pode cair, devolvendo a valorização do pregão anterior e ainda podendo testar o ''suporte'' dos R$ 2,00 nesta semana, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e ainda seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

 

ONTEM

-    BOVESPA 0,8%, já abriu em alta, para na máxima avançar 1,2% e atingir os 60.111pts e, mesmo com o péssimo desempenho das ações do setor elétrico, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, com ótimo volume de negócios (R$ 10,6bi) e com os investidores ''animados'' com a decisão da Corte Constitucional da Alemanha, que deu sinal verde para o fundo de resgate da zona do euro.

-    DÓLAR 0,5% à R$ 2,02, abriu em queda, acompanhando a melhora do ''humor'' na Bovespa, para na mínima atingir R$ 2,00, porem passou a subir na parte da tarde, após o BC realizar leilão de contratos de swap cambial reverso, operação que equivale à compra da moeda norte-americana no mercado futuro.

-    Na ÁSIA, recuperando, com ''juros'', as perdas do pregão anterior, JAPÃO 1,7%, CORÉIA 1,6% e CHINA 0,3%, diante do otimismo antes da reunião de política monetária do Fed (''BC'' dos EUA) e das possibilidades de medidas de estímulo econômico por parte da China.

-    Na EUROPA, em mais um dia de ganhos, INGLATERRA 0,1%, FRANÇA 0,2% e ALEMANHA 0,5%, desta vez impulsionadas pela decisão da Corte Constitucional da Alemanha, que abriu caminho para que autoridades deem novos passos no combate à crise da dívida da zona do euro.

-    Nos EUA, devolvendo quase todos os ganhos da abertura, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,3%, com os investidores adotando uma postura cautelosa antes de uma decisão do Fed (''BC'' local) sobre uma nova rodada de estímulos monetários para impulsionar a economia norte-americana.


Economia:
 
Tentando mostrar otimismo, Tombini, presidente do BC, afirmou ontem durante uma audiência no Senado que os "impulsos já contratados" para a economia brasileira, como a queda da Selic, a melhora das condições de liquidez do sistema financeiro e os incentivos fiscais e tributários, apresentarão impacto na economia real com defasagem e assim terão mais efeitos ao longo deste semestre e em 2013.
 
Com o objetivo de estimular o crescimento da economia brasileira e manter os níveis de emprego, hoje Dilma deve anunciar a inclusão de novos setores que deixarão de pagar 20% de contribuição previdenciária sobre a folha de pagamento e passar a recolher entre 1% e 2% sobre o faturamento.
 
Como fruto da queda da taxa de juros e da bancarização da população brasileira, (1) desde JUL/02 até o final de JUL/12 o volume de crédito na economia brasileira cresceu 516%, atingindo R$ 2,2bi, representando agora 50,6% do PIB, ante 27,2% do PIB em JUL/02 e (2) o mercado brasileiro de cartões cresceu 20% no segundo trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2011, atingindo o recorde histórico de R$ 191bi em faturamento.
 
Diante da redução da Selic, que está no menor patamar da história, e dos estímulos do governo ao aumento da concorrência entre os bancos, em AGO/12 a taxa de juros média para pessoa física caiu -1,63% na comparação com JUL/12 atingindo 6,02% ao mês, o que apesar de representar ''estratosféricos'' 101,68% ao ano é o menor patamar da série histórica iniciada em 1995.
 
Dando uma excelente noticia para os exportadores e para os importadores brasileiros, com um investimento privado de duas empresas, que total somará R$ 1,8bi, o porto de Santos dobrará a sua capacidade para escoar contêineres até MAR/13.

Política:
 

A tensão entre os ministros relator e revisor do processo do mensalão, em julgamento no Supremo Tribunal Federal, ganhou novo capítulo nesta quarta-feira, quando o ministro Joaquim Barbosa acusou Ricardo Lewandowski de alimentar um "jogo de intrigas" e pediu ao colega que votasse "de maneira sóbria".

 

Contrariando uma orientação de Dilma, ontem o petista Marco Maia, que é presidente da Câmara Federal, fez um forte lobby para o Senado aprovar em plenário, a toque de caixa, um projeto de sua autoria que autoriza a criação de lojas francas (free shops) em cidades da fronteira.

 

Enquanto na grande maioria dos países democráticos do mundo ''civilizado'' os vereadores não ganham salário e trabalham por ''vocação e civismo'', em 2011 o Brasil torrou quase R$ 10bi com seus vereadores, o que representa 5 orçamentos anuais do Ministério da Cultura e cerca da metade de um Bolsa Família.

 

Baixando cada vez mais o nível de suas campanhas, ontem, após Serra afirmar que a nomeação de Marta para o ministério da cultura é um ''toma lá dá cá'', Haddad afirmou que por conta da sua enorme rejeição o tucano logo mais não poderá fazer caminhadas pela cidade de SP.


Crítica:
 
Como ''pagamento'' pelos EUA terem apoiado e armado os rebeldes que no ano passado derrubaram e assassinaram o ditador líbio Kadafi, radicais muçulmanos invadiram a embaixada dos EUA na Líbia e assassinaram o embaixador norte-americano em protesto contra um filme que foi considerado ofensivo ao Islã.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário