R.B. 16/ABR/12 ''A força de suas vontades''


R.B.

"A força de suas vontades"

 

São Paulo, 16 de abril de 2012 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando o ''humor'' negativo nas demais bolsas mundiais para ampliar as perdas acumuladas na semana passada (-2,5%), porem deve-se ressaltar que o patamar pode ser interessante para compras, principalmente se o Copom seguir o esperado e cortar a taxa de juros em -0,75% na sua reunião desta semana.

-    O DÓLAR pode voltar a subir, ainda acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e agora também influenciado pelas ''apostas'' de redução da Selic na reunião do Copom desta semana.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA -1,5%, já abriu em queda e, devolvendo quase todos os ganhos acumulados no pregão anterior, manteve a trajetória descendente ao longo de toda sessão, com bom volume de negócios (R$ 8,1bi) e influenciada negativamente por dados desanimadores da economia chinesa e por renovados temores de que a Espanha traga a crise da zona do euro à tona de novo.

-    DÓLAR 0,6% à R$ 1,84, já abriu em alta e, acompanhando o ''humor negativo'' na Bovespa e a tentendência internacional da moeda norte-americana, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo o pregão.

-    Na ÁSIA, devolvendo boa parte dos ganhos acumulados na abertura, JAPÃO 1,1%, CORÉIA 1,1% e CHINA 0,3%, após a divulgação de que o crescimento da economia da China no primeiro trimestre ficou em 8,1%, patamar abaixo das expectativas (8,3%) e aquém do resultado apresentado no trimestre anterior (8,9%).

-    Na EUROPA, realizando lucros após 2 pregões consecutivos de ganhos, INGLATERRA -1,0%, FRANÇA -2,5% e ALEMANHA -2,4%, com destaques de queda para as ações de bancos, diante da retomada das preocupações com a dívida da Espanha, já que as taxas de juros dos títulos de dez anos do país subiram para o maior patamar da história.

-    Nos EUA, fechando o pior período de 2 semanas desde NOV/11, S&P -1,2%, DJ -1,0% e NASDAQ -1,4%, com destaques de queda para as ações de bancos, como Bank of America (-5,3%) e Morgan Stanley (-5,2%), diante de preocupações de que a recuperação mundial esteja estagnando.


Economia:
 
Começando com o vencimento de opções sobre ações, o que deve elevar o volume de negócios na Bovespa, esta semana a bolsa brasileira deve ser influenciada principalmente pela reunião do Copom, quando a autoridade monetária, ''satisfeita'' com o comportamento da inflação e ansiando por um desempenho melhor da economia brasileira, deve reduzir a Selic em -0,75%, dos atuais 9,75% para 9% ao ano.
 
Mais uma vez mostrando que está ''contrariada com o setor bancário brasileiro'', na ultima sexta feira, em um discurso de improviso e para uma platéia de empresários, Dilma afirmou que, para aumentar a produtividade do Brasil, é preciso colocar "juros e spread em padrões internacionais de custo e capital".
 
Unidos para assim aumentarem ''a força de suas vontades'', hoje Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, países que formam o grupo conhecido como Brics, irão decidir que nome apoiarão para a presidência do Banco Mundial.
 
Novamente em uma ''colonização às avessas'', a TAP, que deve ser o próximo alvo de privatização por parte do governo português, têm feito uma "campanha" para ser vendida para um grupo brasileiro, o que será uma  oportunidade de se criar uma companhia verde-amarela de atuação global.
 
''Inundando'' o Brasil com oportunidades de negócio, segundo dados do BNDES a demanda brasileira por bens e serviços em exploração e produção offshore de petróleo está calculada em US$ 400bi até 2020.
 
-    A Cyrela caiu -3,1%, mesmo após anunciar que suas vendas contratadas somaram R$ 1,2bi no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma alta de 22,2% sobre o mesmo período de 2011.

Política:
 
Dando mais um sinal de que todos os partidos tem ''rabo preso'' com ele, o contador de Carlinhos Cachoeira sacou no ano eleitoral de 2010 R$ 8,5mi que saíram dos cofres da construtora Delta, empresa que detém contratos milionários com o poder público.
 
Com o apoio até o PSDB, Dilma não está satisfeita com a criação da CPI do Cachoeira e agora o PT tenta puxar o ''freio de mão'', o que deve ser facilitado já que, com o afastamento de Sarney, internado desde sábado com insuficiência coronariana, caberá à vice-presidente Marta Suplicy instalar a comissão.
 
Sob a supervisão de Lula, integrantes do PT se lançaram numa ofensiva para aumentar a pressão sobre os ministros do Supremo Tribunal Federal que julgarão o processo do mensalão, ''alertando'' aos ministros a tese de que o julgamento não deve ser político, mas uma análise técnica das provas que fazem parte do processo.

Crítica:
 
Dando um ''belo exemplo de sustentabilidade'', em MAI/12 ficará pronto em Florianópolis o primeiro condomínio residencial do país a produzir 100% de sua energia elétrica usada pra aquecer a água utilizando a força do vento e painéis solares.
 
Cirurgiões, psiquiatras, pediatras e médicos de todas as especialidades do Reino Unido lançaram ontem uma campanha contra a obesidade e centraram suas críticas às empresas de ''junk foods''.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com
Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho

Nenhum comentário:

Postar um comentário