R.B. 20/SET/11 ''O mundo mudou o centro de gravidade''


R.B.

"O mundo mudou o centro de gravidade"

 

São Paulo, 20 de setembro de 2011 (TERÇA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, dando sequência ao movimento de recuperação iniciado no fechamento do pregão de ontem, já que o ''merecido'' rebaixamento da ''nota'' da Itália deve estimular o ''primeiro mundo'' a buscar uma saída conjunta para a crise do Euro.

-    O DÓLAR deve cair, devolvendo uma parte da forte alta acumulada no pregão anterior (2,7%), que aliás foi a maior desde MAI/10, seguindo a manutenção do ''crescente e constante'' fluxo positivo de recursos externos.

 

ONTEM

-    BOVESPA –0,2%, já abriu em queda, para na mínima recuar –1,9%, seguindo as perdas das demais bolsas mundiais, porem foi recuperando ''terreno'' ao longo do pregão, mesmo com a manutenção das perdas das bolsas de NY, para fechar próxima a estabilidade, beneficiada pelo bom desempenho da Petrobrás (0,6%) e da Vale (1,3%).

-    DÓLAR 2,6% à R$ 1,78, já abriu em alta e, acompanhando o desempenho internacional da moeda norte-americana, que vem ganhando terreno frente ao euro, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar o dia no maior patamar desde JUL/10, também diante das ''apostas'' de que a Selic seguirá em queda no Brasil.

-    Na ÁSIA, diante dos ''temores'' de nova piora da crise de credito na Europa, JAPÃO permaneceu fechada devido a feriado local, CHINA -1,8%, prejudicadas por preocupações de que medidas domésticas de aperto monetário possam levar à redução do crescimento econômico e CORÉIA –1,0%, com destaques de queda para as exportadoras.

-    Na EUROPA, diante do crescimento das ''apostas'' de que a Grécia dará calote na sua dívida, já que a derrota do partido de Angela Merkel nas eleições regionais de Berlim mostram que o apoio popular à ajuda a Grécia é pequeno, INGLATERRA –2,0%, FRANÇA –3,0% e ALEMANHA –2,8%, novamente com destaques de queda para as ações de bancos, como Société Générale (-6,7%), BNP Paribas (-5,5%), Commerzbank (-4,1%), Deutsche Bank (-4,5%), Lloyds Banking (-7,1%) e Royal Bank of Scotland (-5,7%).

-    Nos EUA, recuperando parte das fortes perdas acumuladas na abertura, para fecharem sem uma tendência única, S&P –0,9%, DJ -0,9% e NASDAQ 0,4%, pressionada pelas ações de bancos, como Bank of America (-3,3%) e JPMorgan Chase (-2,8%), porem beneficiadas por ações de empresas do setor de tecnologia, como a Apple (2,8%), que aliás fechou no maior patamar da história (aos US$ 411,63 por ação).


Economia:
 
Obviamente criticada pelo governo do país, ontem à noite a agência de avaliação de risco Standard & Poor's reduziu, de A+ para A, sua ''nota'' da dívida da Itália, citando questões econômicas, fiscais e políticas e elevando a preocupação de contágio no cenário de dívida na zona do euro.
 
Contrariando a opinião do Copom, do BC e também do ''mercado'', o governo Dilma decidiu manter em 4,5% a sua projeção para o PIB deste ano e em 5,8% suas ''apostas'' para o IPCA no mesmo período.
 
Ainda reclamando e não entendendo a decisão do Copom de reduzir a Selic em –0,5% na sua ultima reunião, o ''mercado'' elevou, desta vez de 6,45% para 6,46%, suas projeções para o IPCA deste ano e, de 5,40% para 5,60%, suas projeções para este mesmo índice de inflação em 2012.
 
Confirmando que ''o mundo mudou o centro de gravidade'' do norte e ocidente para o sul e oriente, Mantega ''avisou'' que apresentará esta semana, durante uma reunião em Washington, uma proposta ara que o Brasil e os outros países do Brics disponibilizem bilhões de dólares em recursos ao FMI como forma de aliviar a crise na zona do euro.
 
Dando novo sinais positivos da economia brasileira, (1) batendo mais um recorde histórico, o Brasil fechou AGO/11 com 224 milhões de celulares, o equivalente a 114,88 celulares para cada 100 habitantes, (2) no segundo trimestre deste ano a taxa de vacância da cidade de SP para escritórios corporativos A e A+ ficou em 0,8%, ante 5,7% no mesmo período de 2010, atingindo com isto o menor patamar do mundo e (3) nos 15 primeiros dias de SET/11 as vendas de veículos novos foram 2,4% maiores que no mesmo período de SET/10.
 
Mesmo com a ''choradeira'' dos exportadores diante do suporto baixo patamar do dólar, a balança comercial brasileira acumulava, até o final da semana passada, um superávit de US$ 22,5bi no ano, patamar 80,8% superior ao registrado no mesmo período de 2010 (US$ 12,4bi).
 
-    A Petrobrás subiu 0,6%, mesmo após Gabrielli, presidente da empresa, afirmar as ações, que já recuaram –23,5% este ano, não darão retorno no curto prazo.
-    A Marfrig caiu –2,1%, após anunciar que fechou acordo com a The Martin-Brower Company para a venda da divisão de serviços logísticos para redes de fast food nos EUA, Europa, Oriente Médio, Oceania e Ásia por US$ 400mi.

Política:
 
Mesmo com Marta liderando em todos os cenários de pesquisas, diante da ''pressão'' de Lula Fernando Haddad, o ministro da Educação, recebeu luz verde do grupo majoritário do PT para disputar a Prefeitura de SP.
 
Em um movimento que vem crescendo a cada dia, hoje são esperadas mais de 30 mil pessoas para participar de um ato contra a corrupção e a impunidade que acontecerá às 17 horas, na Cinelândia, do RJ.
 
Garantindo que a proposta abre ainda mais espaço para o ''caixa 2'', os ministros José Antonio Dias Toffoli e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, e pelo ex-ministro da Defesa, Nelson Jobim, criticaram os pontos propostos pelo PT para a reforma política, como e principalmente o financiamento público de campanha.   
 
Comandado pelo deputados Rodrigo Maia e ACM Neto, o DEM fará o possível e o impossível para evitar que o PSD, de Kassab, obtenha o registro a tempo de participar das eleições municipais de 2012.
 
Como se o mundo tivesse que parar por conta de um torneio de futebol, Miriam Belchior, ministra do Planejamento, sugeriu ontem que eventuais problemas de mobilidade nas cidades-sede dos jogos da Copa do Mundo de 2014 sejam resolvidos com feriados.
 
Fazendo mais uma vez ''FHC se roer de inveja'', hoje Lula receberá, em Salvador, seu sexto título doutor "honoris causa", a ser outorgado pela Universidade Federal da Bahia, e no dia 27/SET/11 o ex-presidente e ex-metalúrgico, que aliás nem diploma universitário tem, deve ir à universidade francesa Sciences Po para recebimento de mais um título honoris causa.

Crítica:
 
Confirmando, pela milésima vez, que ter dinheiro não garantia de educação e nem a honestidade, segundo uma pesquisa da Fecomercio do RJ, o consumo de produtos piratas já é realizado 52% da população brasileira e a maior adesão é das classes A e B, com 57%, superando a C, com 52% e as classes D e E, com 44%.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário