R.B. 12/SET/11 ''Ajudando para ser ajudado''


R.B.

"Ajudando para ser ajudado"

 

São Paulo, 12 de setembro de 2011 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve seguir em queda, rompendo o ''suporte'' dos 55.000pts, novamente acompanhando o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais, porem deve-se ressaltar que o bom desempenho da economia brasileia e a tendência de queda da taxa de juros indicam que a bolsa brasileira está em um bom patamar para investimentos.

-    O DÓLAR pode voltar a subir, para fechar em alta pelo oitavo pregão consecutivo, o que prova para Mantega, ministro da Fazenda, que a queda da taxa de juros é a melhor maneira de segurar a valorização do real.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA -3,2%, já abriu em queda e, devolvendo ''com juros'' os ganhos acumulados no pregão anterior, manteve a trajetória descendente ao longo de toda sessão, acompanhando a nova piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais, diante do desânimo com os rumos das economias norte-americana e européia.

-    DÓLAR 1,0% à R$ 1,68, já abriu em alta e, acompanhando o ''humor negativo'' na Bovespa, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, também pressionado pelos leilões em compra do BC, para fechar o dia em seu maior preço desde meados de MAR/11.

-    Na ÁSIA, após o discurso de Bernanke, presidente do FED (''BC'' dos EUA) não conseguir acalmar os temores sobre a fragilidade da economia norte-americana, JAPÃO -0,6%, com destaques de queda para as exportadoras do setor de tecnologia, prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA -0,1%, afetadas negativamente pela divulgação de que a inflação de AGO/11 permaneceu forte, sugerindo que há pouco espaço para o governo reduzir as medidas de aperto monetário e CORÉIA -1,8%, com os investidores, principalmente os estrangeiros, reduzindo posições, à véspera dos feriados de segunda e terça-feira.

-    Na EUROPA, diante dos ''rumores'' de que a Grécia, que está à beira da falência, será expulsa do euro, INGLATERRA -2,3%, FRANÇA -3,6% e ALEMANHA -4,0%, novamente com destaques de queda para as ações de bancos, como Société Générale (-10,6%), Commerzbank AG (-8,7%) e Royal Bank of Scotland (-5,5%).

-    Nos EUA, após um integrante alemão do conselho executivo do BC Europeu renunciar ao cargo alegando divergências sobre o programa de compra de bônus conduzido pela autoridade monetária européia, S&P -2,7% (-8,2% no ano), DJ -2,7% e NASDAQ -2,4%, também prejudicadas por dúvidas sobre a proposta de Obama de estímulo de US$ 447bi à economia do país.


Economia:
 
Ainda contrariado com a decisão do BC de cortar a Selic em -0,5% na ultima reunião do Copom, o ''mercado'' refez cálculos e,  usando modelos de previsão semelhantes aos adotados pela autoridade monetária, ampliou as ''apostas'' de que o Brasil pode voltar a ter juro de um dígito já no início de 2012 e, se a crise externa piorar muito, a taxa poderia cair rapidamente para perto de 5%.
 
Elevando as preocupações com o futuro da economia mundial,  técnicos do FMI estão preocupados com uma escassez de recursos do Fundo, que atualmente tem ''apenas'' US$ 390bi em caixa, caso mais países precisem de ajuda.
 
Dando novos sinais positivos da economia interna, em AGO/11 (1) as vendas de cimento no mercado interno do Brasil subiram 7,3% em relação ao mesmo período de 2010, (2) a demanda do consumidor brasileiro por crédito cresceu 14,0% na comparação com AGO/10.
 
''Apostando'' no Brasil, a norte-americana Blackhawk, operadora de cartões pré-pagos de presente e de débito, desembarca no país abrindo um escritório em SP, (2) a chinesa Foton Motors, maior fabricante de caminhões do mundo, investirá US$ 500 milhões na construção de uma fábrica no Brasil, que será a primeira do grupo fora da China e (3) o grupo agroalimentar francês Tereos adquiriu 68% da brasileira Halotek, especializada na transformação da mandioca em amido, pelo valor de R$ 45mi e se tornou assim acionista de referência da empresa.
 
Mesmo com a ''choradeira'' dos exportadores com o suposto baixo patamar do dólar, (1) nos 8 primeiros meses deste ano as exportações do agronegócio paulista atingiram US$ 15,1bi, valor 19,3% superior ao registrado no mesmo intervalo do ano passado e (2) projetando um crescimento de 9,6% na comparação com 2009/10, a safra de soja do Brasil em 2010/11 foi estimada em um recorde de 75,3 milhões de toneladas.
 
Apresentando um leve recuo na comparação com o fechamento de AGO/11 (0,39%), o IPC da primeira quadrissemana de SET/11 apresentou variação de 0,36%, ficando assim no limite inferior das estimativas dos analistas, que iam de 0,36% a 0,47%, com mediana de 0,41%.
 
Aproximando cada dia mais Abílio Diniz da porta de saída de ''sua'' empresa, a francesa Casino e sua matriz Rallye aumentaram a 45,9% a participação no capital do Grupo Pão de Açúcar, cujo controle foi o centro de uma disputa em JUL/11 passado com o Carrefour.

Política:
 
''Ajudando para ser ajudado'', Olindo Menezes, presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, suspendeu a decisão que impedia o pagamento de supersalários na Câmara dos Deputados, argumentando que o corte foi feito sem que os prejudicados tivessem oportunidade de se defender.
 
Novamente se aproximando da oposição tucana, amanhã Dilma anunciará, para desconforto da bancada estadual do PT de SP, um investimento federal de R$ 1,7bi nas obras do trecho norte do Rodoanel de São Paulo.
 
Saindo na frente do PT e do PSDB, o PMDB paulista lança, a partir de hoje, 3 propagandas no rádio e na TV cujo objetivo é apresentar ao eleitorado da cidade o deputado Federal Gabriel Chalita, candidato do partido à prefeitura da cidade.
 
Segundo um estudo da Folha de SP, o dinheiro reservado pelo Ministério das Cidades para projetos que reduzam acidentes de trânsito foi usado para financiar obras em cidades sem histórico de problemas sérios nessa área, mas que são redutos eleitorais do titular da pasta, o ministro Mário Negromonte.

Crítica:
 
Confirmando que o mercado de trabalho valoriza a beleza física, segundo um estudo realizado por um economista dos EUA,  os trabalhadores norte-americanos classificados entre os 7% mais feios ganham até 17% menos do que os 33% considerados mais bonitos.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário