R.B. 13/JUN/11 ''Intromissão''


R.B.

"Intromissão"

 

São Paulo, 13 de junho de 2011 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, acompanhando a melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais para iniciar um movimento de recuperação das perdas acumuladas na semana passada (-2,6%) e no ano (-8,4%).

-    O DÓLAR pode cair, retornando à sua ''trajetória natural'' após avançar 1,3% na semana passada, influenciado pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa e seguindo o fluxo positivo de recursos externos.

 

SEXTA-FEIRA

-    BOVESPA -1,2%, já abriu em queda e, acompanhando as perdas das bolsas de NY, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, diante do ''desanimo'' com a economia mundial, para fechar em um dos menores patamares do ano (62.697pts).

-    DÓLAR 0,5% à R$ 1,59, já abriu em alta e, acompanhando o ''humor negativo'' na Bovespa, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar em território positivo pelo terceiro dia consecutivo, também pressionado pelos leilões de compra do BC.

-    Na ÁSIA, JAPÃO 0,5%, sustentada pelas ações de empresas exportadoras, como Toyota (0,9%) e Nissan (1,9%), que por sua vez foram beneficias pelo recuo da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA 0,1%, tentando recuperar perdas recentes, mesmo com a manutenção das preocupações sobre possíveis medidas de aperto monetário por parte de Pequim nos próximos dias e CORÉIA -1,2%, a sétima queda consecutiva, desta vez prejudicada pela decisão do BC local de elevar a taxa básica de juros.

-    Na EUROPA, pressionadas por receios com a possibilidade de um desaquecimento da economia mundial diante da desaceleração no crescimento das exportações chinesas, INGLATERRA -1,5%, FRANÇA -1,9% e ALEMANHA -1,2%, com destaques negativos para as ações da Bekaert (-8,5%), depois de a companhia ter a recomendação de seus papéis rebaixada pelo JPMorgan, e para as ações da Hermes International (-4,9%), diante da notícia de que a LVMH Moet Hennessy Louis Vuitton teria negado rumores de interesse na companhia.

-    Nos EUA, fechando em baixa a sexta semana consecutiva da perdas, S&P -1,4%, DJ -1,4% e NASDAQ -1,5%, já que os novos sinais de uma desaceleração econômica global preparam o cenário para mais perdas.


Economia:
 

Ajudando a fortalecer o ''imperialismo tupiniquim'', as franquias brasileiras, capitalizadas pela expansão no mercado interno graças ao fortalecimento da economia, tem agora o objetivo de ganhar escala global, principalmente nos setores que abrangem moda íntima, relógios, acessórios, comida e educação.

 

Com o ''nobre objetivo'' de tentar pôr fim à guerra fiscal no país, na ultima sexta-feira os governadores dos Estados do Nordeste decidiram se unir por uma proposta única de reforma tributária e de compensações aos governos estaduais.

 

Podendo ajudar, e muito, na redução da taxa de juros cobrada pelos bancos e financeiras, na sexta-feira o Diário Oficial publicou a lei que autoriza a criação do chamado "cadastro positivo", que será uma espécie de lista que vai reunir os consumidores brasileiros que têm um histórico positivo de pagamentos e que, segundo o Serasa, deve reduzir pela metade a inadimplência do consumidor pessoa física.

 

Ajudando a segurar a inflação, após 11 consecutivos de alta, segundo o IBGE em ABR/11 as vendas do setor varejista tiveram um recuo -0,2% na comparação com MAR/11, porem na comparação com ABR/10 as vendas do comércio tiveram crescimento de 10%.

 

Também ajudando a controlar a inflação, da primeira semana da MAI/11 até sexta-feira passada os preços do etanol acumulam uma queda de -17,0% enquanto que a gasolina recuou -5,0% no mesmo período.


Política:
 
Já empossada como a nova  articuladora política do governo, a petista catarinense Ideli Salvatti, mostrando que está disposta a deixar no passado a sua fama de trator, garantiu que fará uma interlocução mais eficiente do Planalto com a base aliada.
 
Para atender a uma solicitação dos ex-presidentes Collor e Sarney, que são senadores integrantes da base governista, Dilma vai patrocinar no Senado uma mudança no projeto que trata do acesso a informações públicas para manter a possibilidade de sigilo eterno para documentos oficiais.
 
Diante da falta de êxito na sua cruzada por mais democracia no PV e do fim do diálogo com a Direção Nacional da legenda, aliados de Marina Silva avaliam que a permanência da ex-senadora no PV é inviável e que a saída dela do partido deve ser selada em poucas semanas.
 
Mostrando que a ''intromissão'' de Lula no governo Dilma mais fortalece do que enfraquece a petista, segundo uma pesquisa recente 64% dos brasileiros acreditam que o ex-presidente petista deveria mesmo participar das decisões da presidenta e 4 de cada 5 pessoas acreditam inclusive que o ex-presidente já esteja fazendo exatamente isso.
 
Mesmo com a crise política que causou a demissão de Palocci e com o aumento da inflação, segundo uma pesquisa recente 49% dos brasileiros consideram a presidenta Dilma como ótima ou boa, contra 47% em MAR/11.

Crítica:
 
Mostrando que a ''batata de Mahmoud Ahmadinejad começa a assar'', ontem a polícia iraniana reprimiu manifestantes com cassetetes e fez prisões para dispersar um protesto que reuniu centenas de pessoas na capital, para marcar o segundo aniversário da polêmica reeleição do referido presidente do país.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br

Conheça e indique nosso novo Blog ( http://relatoriobrasil.blogspot.com )

Nenhum comentário:

Postar um comentário