R.B. 28/DEZ/10 ''Novos podres da diplomacia''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Novos podres da diplomacia"

São Paulo, 28 de dezembro de 2010 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, retornando ao ''rali de final de ano'' após o ''susto'' com a elevação dos juros na China, influenciada pelas perspectivas promissoras e positiva para a economia brasileira em 2011.
- O DÓLAR pode voltar a cair, dando seqüência à sua ''trajetória natural'' agora rumo aos R$ 1,65, diante da expectativa de que o BC brasileiro aumente os juros básicos logo no início de 2011, tornando-se ainda mais rentável para o capital estrangeiro aplicar no país.

ONTEM
- BOVESPA -1,0%, já abriu em queda e, com baixo volume de negócios (R$ 3,1bi), manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, seguindo a piora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais causada pela elevação dos juros na China.
- DÓLAR -0,1% à R$ 1,69, já abriu em queda e, mesmo com a piora do ''humor'' na Bovespa, manteve-se em território negativo ao longo de todo pregão, seguindo o recuo do risco-Brasil (-1,7%) e o fluxo positivo de recursos externos.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,8%, com baixo volume de negócios, aliás o menor do ano, e destaque de alta para a Hitachi Construction (1,5%), após anunciar que seu lucro operacional do quarto trimestre deste ano será 10 vezes maior em comparação com o mesmo período do ano anterior, CHINA -1,9%, a quarta queda consecutiva, com destaques de queda para ações do setor bancário devido a preocupações de que o aumento da taxa de juros do país e eventuais medidas adicionais de aperto poderão reduzir significativamente o crescimento dos empréstimos e afetar a economia real e CORÉIA -04%, com destaques de queda para as exportadoras Hyundai Motor (-3,4%) e Kia Motors (-3,5%).
- Na EUROPA, com baixos volumes de negócios e realizando lucros, diante do aumento dos juros na China , INGLATERRA esteve fechada ainda por conta do feriado de Natal, FRANÇA -1,0% e ALEMANHA -1,2%, com destaques de queda para as ações das montadoras, como BMW (-6,4%), Volkswagen (-4,8%), Daimler, Peugeot (-2,1%) e Fiat (-3,4%), diante da notícia de que o governo municipal de Pequim pretende limitar o número de licenças para a venda de automóveis no ano que vem para combater os engarrafamentos na cidade.
- Nos EUA, recuperando ''quase todas'' as perdas iniciais, S&P 0,1%, DJ -0,2% e NASDAQ 0,1%, com os investidores já deixando em segundo plano a alta surpresa do juro básico na China e com destaques de alta para as ações de empresas de energia, por conta de uma nevasca que assolou a região nordeste do país.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Fazendo o que podia, e segundo alguns até o que não devia, para incentivar o crescimento sustentável da economia brasileira, nos 11 primeiros meses de 2010 o BNDES desembolsou R$ 153,6bi em empréstimos, o que representa um aumento de 31% sobre igual intervalo de 2009, com destaque para a área de infraestrutura, que tomou empréstimos de R$ 47bi (30,5% do total) do banco.

Como o Brasil ainda investe muito pouco em educação e em capacitação profissional, diante da queda do desemprego, que está em 5,7% (o menor patamar da história), primeiro faltavam engenheiros, profissionais de finanças e executivos multilíngues com MBA no exterior e agora a escassez de mão de obra já chegou ao chão de fábrica, em alguns casos inviabilizando o aumento da produção, e com isto neste ano 97% das categorias profissionais que negociaram salários tiveram reajuste acima da inflação.

Dando mais um sinal positivo da economia interna, este ano as vendas realizadas na semana do Natal cresceram 15,5% na comparação com o período equivalente no ano passado, o que representa o melhor resultado desde 2004, ano em que houve expansão de 16,1% sobre o mesmo período de 2003.

Apesar dos recentes sinais de recuo da inflação, o ''mercado'', pressionando o Copom a elevar a Selic já na primeira reunião de 2011, aumentou, de 5,29% para 5,31%, suas projeções para o IPCA de 2011 e de 5,88% para 5,90%, suas ''apostas'' para o mesmo indicador este ano.

Mesmo com a forte queda do superávit comercial, o Ministério do Desenvolvimento informou que em 2010 o volume das exportações brasileiras será maior que US$ 198bi, superando a marca histórica registrada em 2008.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Mostrando que sua aproximação com o PMDB tinha motivos ''maiores'', Kassab, que já foi adversário de Alckmin nas eleições municipais de 2008, quer dar as cartas na indicação do seu sucessor na prefeitura, cujas eleições acontecem em 2012, para se fortalecer e concorrer ao governo de SP em 2014.

Como sabe que ''a propaganda é a alma do negócio'', apesar de ser muito mais criticado do que foi FHC, Lula, em seus 8 anos de mandato, elevou de 499 para 8.094 o número de órgãos de comunicação que recebem verbas publicitárias do governo federal, porem este ano o petista gastou R$ 2,3bi com propaganda, média semelhante à do seu ''colega'' tucano.

Arranhando a imagem supostamente maculada de Alckmin, ontem a polícia federal fez uma operação de busca e apreensão na casa do empresário Paulo Ribeiro, cunhado do governador eleito de SP, que é investigado pelo Ministério Público sob suspeita de fazer parte de um cartel acusado de superfaturar preços de merenda em contratos com prefeituras.

Mostrando que não vai parar de reclamar, o ex-ex-presidente FHC afirmou que tem sérias dificuldades para entender o que fala Dilma, ressaltando que não tem "imaginação suficiente" para adivinhar o que a presidente eleita quer dizer quando começa algum raciocínio.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Revelando ''novos podres da diplomacia'' mundial, segundo documentos da diplomacia norte-americana, recém-vazados pelo WikiLeaks e divulgados neste domingo pelo New York Times, governos de outros países pressionaram a agência antidrogas dos EUA para grampear telefones, principalmente de adversários políticos.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário