R.B. 1/JUL/10 "Um poste"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Um poste"

São Paulo, 1 de julho de 2010 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode seguir em queda, ''ajustando-se''' ao rebaixamento da ''nota'' da Espanha, que aliás demorou para acontecer, porem deve-se ressaltar que as perspectivas para a economia brasileira seguem cada dia mais positivas e que o patamar é ótimo para compras principalmente diante da manutenção das ''apostas'' para o Ibovespa no final do ano em 85.000pts.
- O DÓLAR deve subir, ajustando-se a piora do ''humor'' na Bovespa após o fechamento do mercado cambial de ontem, porem deve-se ressaltar que a solidez da economia interna e o aumento do fluxo positivo diante da oferta publica do Banco do Brasil pode fazer a moeda norte-americana devolver neste mês a valorização acumulada nos 6 primeiros meses do ano (3,6%).

ONTEM
- BOVESPA -1,7%, abriu em alta, para na máxima avançar 1,1%, porem, no ''embalo'' de uma nova onda mundial de aversão ao risco, principalmente na China e nos EUA, passou a cair na ultima hora do pregão, para acumular uma desvalorização de -3,5% no mês e de -11,2% no ano.
- DÓLAR % à R$, já abriu em queda e, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, manteve-se em baixa ao longo de todo pregão, para fechar o mês acumulando uma desvalorização de -0,8%, mesmo com a manutenção dos leilões de compra do BC e com a piora do cenário externo.
- Na ÁSIA, seguindo as perdas das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO -2,0%, em queda pelo quarto pregão consecutivo e fechando no menor patamar em 7 meses, novamente com destaques negativos para as exportadoras, CHINA -1,2%, a sexta sessão seguida de queda e com a pior pontuação em quase 15 meses, já que mais uma vezos investidores mostraram preocupação com as incertezas sobre a recuperação global e às possibilidades de redução do crescimento interno e CORÉIA -0,6%, com os investidores locais de varejo e a busca de pechinchas evitando que o mercado fechasse com uma queda mais profunda.
- Na EUROPA, ensaiando uma recuperação após uma sessão marcada pela volatilidade, INGLATERRA 0,1% (-5,2% no mês e -13,4% no trimestre), FRANÇA 0,3% (-1,9% no mês e -13,4% no trimestre) e ALEMANHA 0,2% (0,1% no mês e -3,1% no trimestre), sustentadas pela diminuição dos temores com a saúde do setor bancário da região, após a baixa aceitação no leilão de refinanciamento para três meses do BC Europeu.
- Nos EUA, revertendo no final do pregão uma abertura positiva, para fecharem nos piores patamares dos últimos 8 meses, S&P -1,0%, DJ -1,0% (-10,1% no trimestre) e NASDAQ -1,2%, pressionadas por más notícias sobre o emprego local, diante do anuncio de uma queda de -77% na criação de novos postos de trabalho.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Expondo um dos maiores gargalos e entraves da economia brasileira, segundo um levantamento da Fiesp as empresas brasileiras arcam com um custo anual de R$ 46,3bi somente por conta de exigências burocráticas, principalmente demandas tributárias, o que equivale a mais do que tudo o que o PAC 2 prevê em investimentos para saneamento básico entre 2011 e 2014.

Confirmando o crescimento das ''apostas no Brasil'', puxado pelo setor de infraestrutura, no primeiro trimestre deste ano o investimento das empresas brasileiras representou 8,3% do faturamento liquido, mostrando que não só superou o ritmo do período anterior à crise como também bateu o recorde de 10 anos.

Com a ''missão quase impossível'' de evitar que acionistas minoritários levem a pior em relação aos controladores em operações envolvendo mudanças na estrutura societária de empresas abertas, será criado, sob a batuta da BM&FBovespa, mais um novo órgão de autorregulação no mercado de capitais até o final deste ano, que inclusive já foi batizado de Comitê de Fusões e Aquisições.

Apesar dos sinais negativos da economia externa, o BC, ''apostando'' na força do mercado interno brasileiro, elevou, de 5,8% para 7,3%, sua projeção para o crescimento do PIB do Brasil em 2010.

Dando novos sinais positivos da economia interna, (1) em MAI/10 a inadimplência das empresas despencou -10,9% na comparação com MAI/09, (2) em MAI/10 a taxa de desemprego ficou em 13,3%, o que representa a menor taxa para um mês de maio desde 1991, (3) nos 5 primeiros meses de 2010 as vendas reais do setor supermercadista cresceram 5,7% na comparação com o mesmo período de 2009 e (4) em MAI/10, diante da 15ª alta consecutiva, desta vez de 0,8% na comparação com ABR/10, a atividade da indústria paulista superou o nível pré-crise.

Estimulando em seu comunicado final os países a fecharem “acordos bilaterais e regionais”, as últimas reuniões do G-8 e do G-20 jogaram a última pá de cal na combalida Rodada Doha, da Organização Mundial de Comércio.

- A Brasil Foods caiu -6,3%, após a Secretaria de Acompanhamento Econômico recomendar ao Cade que só aprove a fusão da Sadia com a Perdigão caso sejam vendidos ativos e marcas Batavo, Doriana, Claybom e Delicata.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Desconfirmando algo que havia sido confirmado no sábado, o PSDB, pressionado pelo DEM e como quer mais tempo no horário gratuito na TV, decidiu que Índio da Costa, um jovem deputado carioca do DEM que foi indicado por César Maia, substituirá o senador tucano Álvaro Dias na vaga de vice de Serra.

Literalmente acompanhado de ''nobres'' deputados acusados de assassinato e de corrupção, ontem o senador Fernando Collor se lançou candidato ao governo de Alagoas prometendo "pulso firme" na segurança pública e no combate à violência.

Ontem o nanico PSOL oficializou a candidatura de Plínio de Arruda Sampaio à Presidência pelo partido e, mostrando que está lá para atazanar o PT, o promotor público aposentado afirmou que vai à disputa com uma proposta "anticapitalista" e ressaltou que Dilma é ''um poste''.

Como tinha poucas chances de vitória e muitas chances de ver sua candidatura cassada, o ex-governador do RJ Anthony Garotinho desistiu de tentar a volta ao governo estadual e vai concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Embalada pela onda de intolerância religiosa, que começou por proibir o uso do véu islâmico nas ruas, a União Européia agora quer banir os crucifixos das escolas publicas, o que obviamente tem causado muitos protestos principalmente na Itália, o país mais católico do mundo.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário