R.B. 3/MAI/10 ''Piloto da economia''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Piloto da economia"

São Paulo, 3 de maio de 2010 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve voltar a cair, acompanhando o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais e também prejudicada pelo novo recuo das commodities, porem deve-se ressaltar que este é um bom patamar para investimentos de longo prazo, diante da manutenção das perspectivas positivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR pode seguir em alta, ajustando-se a piora do ''humor'' na Bovespa e nos demais mercados mundiais, porem deve-se ressaltar que a tendência ainda é de queda, principalmente diante do atraente juros real da economia brasileira (4,5%).

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA -0,7%, já abriu em queda e, acumulando uma baixa de -4,0% em ABR/10, mês marcado pela elevação da Selic e pelas preocupações com a economia européia, principalmente suas nações mais fragilizadas como Grécia, Portugal e Espanha, manteve a trajetória negativa ao longo de ''quase'' todo pregão, com bom volume de negócios (R$ 7,2bi).
- DÓLAR 0,34% à R$ 1,74 (-2,3% em ABR/10), abriu em queda, para na mínima recuar -0,3%, porem, apesar do recuo do risco-Brasil (-1,0%), passou a subir na parte da tarde, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa e pressionado pelos leilões de compra do BC.
- Na ÁSIA, recuperando parcialmente as perdas do pregão anterior, JAPÃO 1,2%, impulsionada por um intenso rali em ações do setor imobiliário, como Mitsubishi Estate (5,4%) e Mitsui Fudosan (3,9%), CHINA 0,1%, em uma ''parada técnica'' após 6 sessões consecutivas de queda, diante da presença de investidores em busca de ofertas de ocasião e CORÉIA 0,8%, com destaque de alta para as ações da Samsung Electronics (2,9%), depois que a companhia divulgou o balanço do primeiro trimestre, bem acima das estimativas, além de projeções otimistas.
- Na EUROPA, revertendo uma abertura positiva, novamente prejudicadas por preocupações com a Grécia, INGLATERRA -1,1%, FRANÇA -0,6% e ALEMANHA -0,2%, com destaques de queda para ações de empresas de mineração e petróleo, como Rio Tinto (-4,4%), Vedanta (-3,8%) e British Petroleum (-1,5%).
- Nos EUA, revertendo uma abertura positiva, causada pelo anuncio de que o PIB local cresceu 3,2% no primeiro trimestre, S&P -1,7%, DJ -1,4% e NASDAQ -2,0%, pressionadas principalmente pelos valores financeiros e tecnológicos.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ressaltando que o BC é o ''piloto da economia'', Meirelles defendeu a decisão da instituição de voltar a aumentar os juros e ''avisou'' que a autoridade monetária continuará agindo para controlar a liquidez no mercado de câmbio nos momentos em que isso se fizer necessário, ''alertando'' que a última crise mostrou que a necessidade de reservas internacionais é maior do que se pensava e o custo-benefício de aumentar e manter essas reservas tem se mostrado bastante positivo.

Como entre 2001 e 2009 as importações do Brasil de países ricos caíram de 49% para 36% do total, com o interesse de elevar suas exportações, estimular associações com empresas brasileiras, investir e atrair capitais para o Brasil, os países do G7 (grupo dos sete mais ricos) tem ampliado o número de diplomatas e de especialistas em comércio em suas embaixadas no país.

Realizando lucros após acumular alta de 82,7% em 2009, a Bovespa, ''110%'' prejudicada por fatores externos e desprezando as perspectivas positivas para a economia brasileira, tem em 2010 o pior desempenho entre os mercados da América Latina e EUA, apresentando uma baixa de -1,5% nos 4 primeiros meses do ano.

Dando novos sinais positivos da economia brasileira, (1) após gerar 657 mil postos de trabalho com carteira assinada nos 3 primeiros meses de 2010, o governo federal elevou de 2 para 2,5 milhões a previsão de novos empregos formais a serem gerados neste ano, (2) em ABR/10, mesmo com o fim do IPI reduzido, as vendas de veículos no país bateram recorde, registrando o melhor desempenho para o mês na série histórica, (3) a inadimplência das empresas registrou queda de -9,7% no primeiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2009.

- A Vale caiu -2,7%, após anunciar a aquisição de 51% de ativos de minério de ferro em Guiné (África) por US$ 2,5bi.
- A Redecard caiu -2,9%, apesar de anunciar um lucro 11,2% maior no primeiro trimestre de 2010 na comparação com o mesmo período de 2009.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

''Sem medo da lei'', Lula, durante o evento da Força Sindical de comemoração do dia do trabalhador, subiu ao palco de mãos dadas com a pré-candidata Dilma para cantar o hino Nacional e para escutar os sindicalistas reforçarem a campanha pela redução da jornada de trabalho de 40 horas e principalmente menções diretas ou indiretas à necessidade de eleger uma mulher para a Presidência da República.

Depois de acompanhar, impacientemente, os eventos das centrais sindicais no Dia do Trabalho, patrocinados com dinheiro público, a assessoria jurídica dos tucanos prepara mais uma representação contra o ''todo poderoso'' Lula no Tribunal Superior Eleitoral.

Apesar de apontarem todos os dedos para Lula, o governo e a prefeitura administrados pelos tucanos de Santa Catarina destinaram R$ 540 mil um encontro sábado entre pastores da Assembléia de Deus e Serra, que foi saudado como "futuro presidente".

Este ano, disputando com Serra, Dilma e Marina, teremos cerca de 10 candidatos ''nanicos'' na corrida pela Presidência da Republica que, como em 1998 somaram 4% dos votos, podem definir a existência ou não de um segundo turno.

O pré-candidato ao governo do Estado do Rio pelo PR, Garotinho está percorrendo o estado em eventos evangélicos marcados por ataques aos adversários, pedidos de votos e discursos homofônicos, já que segundo ele se Deus fizesse o homem para casar com homem, não seria Adão e Eva, teria feito Adão e Ivo.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando mais uma vez como é bom ter banco no Brasil, segundo pesquisa da Pro-Teste, dos 35 pacotes de serviços bancários monitorados no último ano, 37% tiveram aumento de preço acima da inflação.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário