R.B. 5/MAR/10 ''Só tem união no nome''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Só tem união no nome"

São Paulo, 5 de março de 2010 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve voltar a subir, seguindo o movimento ascendente das demais bolsas mundiais e com ''boas chances'' de fechar o primeiro trimestre de 2010 acima dos 70.000pts, diante das perspectivas cada dia mais favoráveis para a economia brasileira e dos sinais de retomada das principais economias mundiais.
- O DÓLAR pode cair, retornando à sua ''trajetória natural'' após 2 pregões de leves altas, diante da expectativa de entrada futura de recursos externos oriundos do IPO da OSX e da oferta secundária da Hypermarcas.

ONTEM
- BOVESPA 0,3%, abriu em alta, para na máxima avançar 0,8% e, em um pregão marcado pela volatilidade, já que na mínima recuou -0,9%, fechou em território positivo seguindo a valorização das bolsas de NY e o bom desempenho das ações da Vale (1,4%).
- DÓLAR 0,1% à R$ 1,79, já abriu ''de lado'' e, seguindo a indefinição dos demais mercados mundiais, manteve praticamente a mesma cotação ao longo de todo pregão, dividida entre os leilões de compra do BC e o recuo do risco-Brasil (-2,5%).
- Na ÁSIA, realizando lucros e acompanhando o desempenho negativo das bolsas de NY no dia anterior, JAPÃO -1,1%, interrompendo uma seqüência de 4 pregões consecutivos de alta, com destaques de queda para as exportadoras, como TDK (-2,9%) e Mitsubishi Motors (-11,0%), prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA -2,4%, a maior queda porcentual diária em 5 semanas, com destaques negativos para as principais blue chips em vários setores e CORÉIA -0,3%, com destaques negativos para as exportadoras Samsung Electronics (-1,3%) e LG Electronics (-2,3%).
- Na EUROPA, em um dia marcado pela cautela, INGLATERRA -0,1%, FRANÇA -0,4% e ALEMANHA -0,4%, já que o BC Europeu e o BC da Inglaterra, confirmando o crescimento econômico fraco para a região, mantiveram suas taxas de juros em níveis ultra baixos.
- Nos EUA, com pouca volatilidade, S&P 0,4%, DJ 0,5% e NASDAQ 0,5%, beneficiadas pela aprovação, pelo Congresso norte-americano, de um pacote de estímulos à criação de empregos, e pelos anúncios de que as vendas mensais dos varejistas subiram acima do esperado e de queda nos pedidos de auxílio-desemprego.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ontem, em um irreverente e famoso programa de TV norte-americano chamado Mad Money, Jim Cramer, seu polêmico comentarista do mercado financeiro, afirmou que o mercado brasileiro está muito caro e que corre risco político por estar perto da Venezuela e, Parafraseando seu ex-presidente Churchill, afirmou que os EUA é o pior lugar para investir, com exceção dos outros.

Dando ''fortes sinais'' de recuperação da economia interna, (1) em JAN/10 a produção industrial brasileira teve aumento de 1,1% na comparação com DEZ/09 e de 16% na comparação com JAN/09, (2) em FEV/10 as exportações de veículos do Brasil, registrando o melhor resultado desde OUT/08, cresceram 18% na comparação com JAN/10 e 88,3% na comparação com FEV/09 e (3) nos 2 primeiros meses de 2010 a indústria brasileira de fundos já tem uma captação acumulada de R$ 13,9bi, montante 162,7% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior.

Diante da perspectiva de um ano favorável para a economia brasileira, combinada às obras do programa "Minha Casa, Minha Vida" e à realização futura da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil, já ocorre uma nova safra de ofertas de ações de empresas de construção na bolsa brasileira, o que pode superar o movimento registrado em 2009.

Com o objetivo de proteger sua industria nacional, o Brasil aprovou, em caráter definitivo, a aplicação por 5 anos do direito antidumping sobre a importação de calçados chineses, que terá uma alíquota de US$ 13,85 pelo par de calçado.

- A Vale subiu 1,4%, beneficiada pelas boas perspectivas de reajuste dos preços de commodities vendidas pela mineradora.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Virando as costas para Serra, Abílio Diniz, dono da maior rede varejista do país, ontem declarou apoio e ''prometeu'' que será um verdadeiro cabo eleitoral de Dilma, a pré-candidata do PT à Presidência da República, ressaltando que a ministra da Casa Civil tem todas as condições de levar adiante o legado que será deixado por Lula.

Como sabe que, em ano eleitoral, aumenta o interesse dos parlamentares em aprovar propostas de apelo popular, mas nem sempre exeqüíveis, o governo quer tentar barrar novas propostas polêmicas prontas para serem votadas na Câmara e no Senado.

Pressionado pela opinião publica e também política, Lula desistiu da idéia de se licenciar do cargo nos dois meses que antecedem a eleição para se dedicar à campanha presidencial da ''companheira'' Dilma.

Acusados de comandarem um esquema de desvios de R$ 58mi em verbas públicas de ONGs e empresas de fachada para despesas de campanha, os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho tiveram seus sigilos bancários quebrados e seus bens bloqueados à pedido da juíza Mirella Letízia Guimarães Vizzini, da 3ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do RJ.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Mostrando que a União Européia ''só tem união no nome'', deputados alemães, sem nenhum constrangimento, recomendam à Grécia que venda algumas de suas ilhas para enfrentar o grave endividamento do país, ressaltando inclusive que a chanceler Ângela Merkel não deve prometer ajuda ao primeiro-ministro grego.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário