R.B. 9/DEZ/09 ''Saudades de FHC''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.


"Saudades de FHC"

Belo Horizonte, 9 de dezembro de 2009 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode seguir em queda, ainda acompanhando o ''humor negativo'' das bolsas mundiais, porem deve-se ressaltar que, como ''o Brasil não é a Grécia'' e a ata do Copom pode indicar que a Selic não subirá no curto prazo, porem deve-se ressaltar que, diante do forte alta acumulada no ano (81,2%), o patamar é interessante para realização de lucros e troca de posições vencedoras.
- O DÓLAR deve cair, retomando sua ''trajetória natural'' após o forte ''repique'' de ontem, seguindo a provável melhora do ''humor'' na Bovespa, porem deve-se ressaltar que no curto prazo pode existir alguma pressão compradora, diante da ''desculpa'' de que a Selic brasileira não deve mais subir, ao menos no curto prazo, e os juros ''pereciam'', cedo ou tarde, subir nos EUA.

ONTEM
- BOVESPA -1,1%, já abriu em queda e, acompanhando o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, ''saudavelmente '' realizando lucros após 2 pregões consecutivos de alta, diante de preocupações, até agora infundadas, com agências de classificação, após a Fetiche rebaixar a ''nota'' da Grécia.
- DÓLAR 1,8% à R$ 1,76, já abriu em alta e, também acompanhando o ''humor negativo'' das demais bolsas mundiais, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar no maior patamar dos últimos 2 meses.
- Na ÁSIA, realizando lucros recentes, JAPÃO -0,3%, mesmo após a aprovação do plano de estímulo econômico de US$ 80,6bi, com quase metade dos recursos utilizados para a geração de empregos, CHINA -1,1%, diante de ''temores'' sobre possíveis planos de aumento de capital via IPO, que a bolsa local tem 9 lançamentos nesta semana. O Xangai Composto caiu 1,1% e CORÉIA -0,3%, com destaque negativo para a exportadora do setor siderúrgico Posco (-2,1%).
- Na EUROPA, prejudicadas por indicadores de produção industrial piores do que o esperado e pelos rebaixamentos de ''nota'' da Grécia e de 6 corporações relacionadas ao governo de Dubai, INGLATERRA -1,6%, FRANÇA -1,4% e ALEMANHA -1,6%, com destaques de queda para as ações dos bancos Royal Bank of Scotland (-7,7%), HSBC (-2,5%), Deutsche Bank (-2,0%) e Santander (-2,3%).
- Nos EUA, realizando lucros pelos mesmos motivos que levaram as perdas na Ásia e na Europa, S&P -1,0%, DJ -1,0% e NASDAQ -0,8%, também por notícias corporativas decepcionantes da 3M e do McDonald's.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Problemas como o Rebaixamento da dívida da Grécia, causada por preocupações com as contas públicas desse país, e os alertas neste sentido na França e nos EUA, passam, ao menos por enquanto, ''bem longe do Brasil'' que, segundo o BC, irá cumprir sua meta de superávit primário do setor público em 2009 (de 2,5% do PIB).

Mostrando para o Copom, 1 dia antes da ''99% esperada'' manutenção da Selic em 8,75%, que a inflação está ''110% domada'', o IGP-DI, que havia apresentado uma deflação de -0,04% em OUT/09, avançou somente 0,07% em NOV/09, acumulando uma alta de % nos últimos 12 meses.

Sem ''medo'' da inadimplência, que em SP subiu de 16% em NOV/09 para 20% em DEZ/09, e ''apostando'' em um 2010 melhor, o Banco do Brasil prevê uma alta de 20% nas suas operações de crédito no próximo ano, com destaque para as operações de consumo.


''Turbinadas'' pelo aumento do crédito e principalmente pela redução da Selic, nos 9 primeiros meses de 2009 as vendas de imóveis novos em SP foram ''apenas'' -6,3% menores que no mesmo período de 2008 e a previsão para 2009 é um crescimento de até 3% sobre as 32,8 mil moradias comercializadas em 2008.

''Apostando'' no crescimento dos investimentos no setor produtivo da economia e no aquecimento da economia interna, a Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industrias espera que em 2010 a importação de máquinas e equipamentos industriais deve aumentar em US$ 700mi, atingindo US$ 2,2bi, o que representará um avanço de 50% sobre este ano, patamar ainda abaixo do recorde registrado em 2008 (US$ 2,6bi), antes da crise global.

- A Petrobrás caiu -2,0% e, após o fechamento do pregão, a empresa informou que testes confirmaram o potencial do campo de Iara, na camada pré-sal da bacia de Santos.
- A Telesp subiu 0,6%, após anunciar que planeja investir mais de R$ 2 bi no Brasil.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

''O Mundo dá voltas'' e, quem diria, muitos eleitores de Lula devem, pela ''primeira vez na história deste Pais'', ter ''saudades de FHC'', que em 2002, apesar de apoiar Serra, se manteve de maneira democrática distante dos holofotes de sua sucessão. declarando voto mas não ''subindo no palanque''', de forma muito diferente do ''Cara'' que, tentando passar sua popularidade para Dilma, já está, quase 1 ano antes das eleições, ''batendo bola'' com a ''simpática'' ministra da Casa civil em horário nobre e rede Nacional de Rádio e TV.

Voltando gradativamente a ter apoio na Câmara Estadual, já que alguns deputados podem ter recebido dinheiro e outros querem mesmo é "salvarem suas peles", José Roberto Arruda, o governador de MG pego com a ''boca na botija'', remarcou para sexta-feira a reunião da executiva nacional do partido que vai decidir sobre sua expulsão e já encontra ''providenciais brechas'' para contestações jurídicas.

Cotado para ser vice de Dilma, o peemedebista Michel Temer, presidente da Câmara Federal, respondeu, confortavelmente sentado na cadeira da presidência do Congresso Nacional, às acusações de envolvimento no mensalão no DEM no DF e de ter recebido recursos não-declarados à Justiça Eleitoral da construtora Camargo Corrêa.
-------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como se fosse um ''simples mortal'' e não tivesse a possibilidade de fazer nada para mudar a atual situação, Gilmar Mendes, presidente do Supremo Tribunal Federal, afirmou que a impunidade motiva ações ilegais na política e no futebol.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário