R.B. 10/NOV/09 ''Cansada de comer pizza''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Cansada de comer pizza"

São Paulo, 10 de novembro de 2009 (TERÇA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode seguir em alta, com ''boas chances'' de fechar a semana acima do maior patamar do ano (67.239pts), acompanhando a valorização das demais bolsas mundiais, a alta das commodities e as perspectivas cada dia mais positivas para a economia interna.
- O DÓLAR deve cair, para fechar abaixo dos R$ 1,70 e em território negativo pelo sexto pregão consecutivo, já que, apesar dos leilões de compra do BC e do IOF para entrada de capital externo especulativo, é cada dia maior o fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 2,7%, já abriu em alta e, com bom volume de negócios (R$ 6,2bi), manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, diante da decisão do G-20 de manter as políticas anticrise por mais algum tempo da percepção de que a economia brasileira crescerá mais neste ano e em 2010.
- DÓLAR -1,0% à R$ 1,79, já abriu em queda e, acompanhando a forte melhora do ''humor'' na Bovespa e a tendência externa da moeda norte-americana, manteve a trajetória descendente ao longo de todo pregão, também influenciado pelo forte recuo do risco-Brasil (-4,84%).
- Na ÁSIA, JAPÃO 0,2%, sustentada por ações de seguradoras e da varejista Fast Retailing, apesar do baixo volume de negócios e das persistentes preocupações com a valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA 0,4%, a sétima alta consecutiva, desta vez liderada pelas ações de siderúrgicas, diante da expectativa de alta nos preços do aço e CORÉIA 0,3%, com destaques de alta para os setores de tecnologia, construção e financeiro.
- Na EUROPA, seguindo a abertura positiva das bolsas de NY, INGLATERRA 1,8%, FRANÇA 2,1% e ALEMANHA 2,4%, impulsionadas pela crescente confiança de que o movimento de alta iniciado em MAR/09 pode continuar e também pela fraqueza do dólar, que por sua vez deu impulso ao setor de commodities, que aliás liderou os ganhos nos mercados.
- Nos EUA, nos maiores patamares desde OUT/08, S&P 2,2%, DJ 2,0% e NASDAQ 2,0%, em uma reação positiva dos investidores à decisão do G-20 de manter as medidas governamentais de reativação da economia e de pedir ao FMI que estude a possibilidade taxar as transações financeiras internacionais.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Indicando que o BC elevará o volume de compras no mercado cambial, Lula, em uma entrevista ao jornal britânico "Financial Times", declarou que as reservas internacionais brasileiras devem subir de US$ 233bi do patamar atual para os US$ 300bi "em breve".

Dando novos sinais de crescimento da economia brasileira (1) em OUT/09 a produção da indústria automobilística do país teve crescimento de 15,7% na comparação com SET/09 e de 6,3% contra OUT/08, (2) Carlos Lupi, ministro do Trabalho, anunciou que já foram criados, apenas este ano, mais de 1 milhão de empregos formais, saldo que superou as metas do governo, (3) em OUT/09 as vendas de material de construção no varejo cresceram 3% na comparação com o mesmo mês do ano passado e no confronto com SET/09 e (4) em OUT/09 as vendas de máquinas agrícolas no Brasil cresceram 13% na comparação com SET/09 e 12,9% na comparação com OUT/08.

Melhorado cada vez e cada dia mais suas perspectivas para a economia brasileira, o ''mercado'' elevou, de 0,18% para 0,20% e de 4,80% para 4,83%, suas ''apostas'' para o desempenho do PIB do Brasil respectivamente este ano e no próximo.

Confirmando que a inflação está ''110% controlada'' e indicando que o BC pode, e deve, descartar a possibilidade de elevar a Selic no curto prazo, (1) o IGP-DI de OUT/09 registrou deflação de -0,04%, contra uma alta de 0,25% em SET/09 e (2) o IPC da primeira quadrissemana de NOV/09 apontou inflação de 0,31%, patamar abaixo das ''apostas do mercado'' (0,35%).

- A Eucatex disparou 12,72%, após a fabricante de materiais de construção ter anunciado que saiu do processo de recuperação judicial da qual estava desde 2005.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Confirmando o descompromisso do Congresso Nacional com o controle dos gastos públicos, governistas e oposicionistas aprovaram (1) no mês passado a federalização de parte dos servidores públicos de Rondônia e (2) no fim de SET/09 uma emenda constitucional para criar 7.709 vagas para vereadores em todo o País.

''Cansada de comer pizza'', muitas delas encomendadas também com o aval de tucanos e democratas, a oposição decidiu, pela primeira vez na história, abandonar oficialmente uma CPI, neste caso a Petrobras no Senado, alegando que os governistas, donos de 9 das 11 vagas, impedem a convocação de envolvidos em supostas irregularidades na empresa.

Flagrados na última quinta-feira registrando presença no plenário da Câmara e embarcando, logo em seguida, para seus respectivos estados alegando que não havia nada para fazer na Câmara, os ''nobres parlamentares'' mentiram já que existe uma longa lista de 53 projetos que aguardam deliberação da Casa até o final do ano e apenas 11 foram apreciados até agora.

Com o ''sonho'', praticamente impossível para quem não tem um candidato viável, de tirar o PSDB do poder de SP, dirigentes de 9 partidos (PT, PDT, PCdoB, PSB, PSL, PSC, PRB, PTN e PPL) se reuniram ontem e definiram estratégias para a construção de uma candidatura única à sucessão do governador Serra.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Indicando o principal motivo que faz com que o governo Lula tenha tanto apoio entre os servidores públicos, segundo uma pesquisa feita pela FGV, o salário dos servidores federais estatutários superou em 101,3% o rendimento dos trabalhadores da iniciativa privada em 2008, contra uma diferença de 78,9% em DEZ/02, último ano antes do governo do PT, alem disto de DEZ/02 até DEZ/08 houve a abertura de quase 150 mil vagas no setor público.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário