R.B. 23/MAR/09 "Peça chave"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Peça chave"

São Paulo, 23 de março de 2009 (SEGUNDA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, mantendo os 40.000pts como suporte e agora com o objetivo de atingir os 42.000pts até o final de MAR/09, diante do retorno dos ''investidores'', internos e externos, que ''apostam'', cada dia com mais convicção, que o pior já passou e que o patamar ainda é muito atraente para compras de longo prazo.
- O DÓLAR pode cair, retomando sua ''trajetória natural'' após o ''ajuste técnico'' de sexta-feira, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e seguindo o fluxo positivo de recursos externos.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA -0,9% (2,7% na semana), abriu ''de lado'', para na máxima avançar 1,5%, porem, seguindo a realização de lucros das bolsas de NY, passou a cair na parte da tarde, com baixo volume de negócios (R$ 3,5bi).
- DÓLAR 0,7% à R$ 2,26 (-1,6% na semana), já abriu em alta e, acompanhando a realização de lucros na Bovespa, manteve a trajetória ascendente ao longo de ''quase'' todo pregão, também influenciado pela elevação do risco-Brasil (1,1%).
- Na ÁSIA, com baixos volumes de negócios devido ao feriado no JAPÃO, CHINA 0,7%, a quinta alta consecutiva, desta vez impulsionada pelas companhias de recursos naturais, diante das ''apostas'' de que a decisão do Fed (''BC'' dos EUA) de comprar títulos do governo norte-americano elevará a inflação e aumentará os preços das matérias-primas e CORÉIA 0,8%, com destaques de alta para ações de refinarias e siderúrgicas, que se beneficiaram da recuperação nos preços do petróleo e das commodities.
- Na EUROPA, seguindo o fechamento positivo das bolsas de NY no dia anterior, INGLATERRA 0,7% (3,8% na semana), FRANÇA 0,5% (3,2% na semana) e ALEMANHA 0,6% (2,9% na semana), desta vez com destaques de alta para ações de seguradoras, como Prudential (16,6%), Legal and General (12,3%), Standard Life (13,9%) e Aviva (8,8%), ainda beneficiadas pelo anuncio do Fed (''BC'' dos EUA) de comprar títulos do governo norte-americano.
- Nos EUA, realizando lucros recentes, já que o DJ acumulava valorização de 14% nos 7 últimos pregões, S&P 2,0%, DJ -1,6% e NASDAQ -1,8%, com destaques de queda para ações de empresas do setor financeiro, como Bank of America (-10,7%), JPMorgan (-7,2%) e American Express (-6,2%).
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Ainda ''apostando'' em um acordo que destrave a Rodada de Doha para liberação do comercio mundial, Celso Amorim, chanceler brasileiro, afirmou que EUA e União Européia são os ''motores'' que devem fazer mais esforços de reativação para enfrentar a recessão mundial, devido a sua "responsabilidade" na atual crise econômica.

Confirmando, pela enésima vez, que a situação dos bancos brasileiros é muito diferente da situação dos bancos norte-americanos, segundo uma pesquisa recente, diante do agravamento da crise econômica mundial, os bancos tupiniquins ganharam espaço entre as instituições mais lucrativas e mais rentáveis do continente americano e com isto, dos 5 primeiros colocados no ranking dos lucros, 3 deles são os brasileiros Banco do Brasil, Itaú e Bradesco.

Apesar de ser o principal setor da pauta de exportações brasileiras, agronegócio tem sido ameaçado pelo colapso da infraestrutura do transporte, já que, como as ferrovias do PAC ainda não estão prontas, um dos principais corredores viários de exportação do Brasil, que liga o Centro-Oeste aos principais portos do país, está com suas estradas destroçadas e ameaça negócios da região.

Carentes de crédito e também prejudicadas pela queda do consumo, as exportações brasileiras de produtos manufaturados encerraram o primeiro bimestre de 2009 acumulando uma retração de -34% na comparação com o mesmo período de 2008, o que representa a maior queda em 20 anos.

Com a ''moral'' de quem classificava como grau de investimento os ''títulos podres'' que deram o pontapé inicial da atual crise financeira mundial, a ''prestigiada'' agencia de classificação S&P rebaixou suas ''notas'' para as empresas brasileiras de construção Cyrela, MRV, Gafisa, Rossi, Tecnisa e Klabin Segall, alegando justamente às dificuldades geradas pela crise global, como o crédito mais escasso e a queda das vendas.

Indicando que alguma coisa pode estar errada, a também ''prestigiada'' agência de classificação de risco Fitch Ratings avaliou como positivos os cortes no Orçamento e na meta de superávit primário anunciados pelo Ministério do Planejamento brasileiro, ressaltando que pode esta medida pode deixar uma margem maior para que o governo aplique recursos em obras públicas e outros projetos que ajudem a sustentar a economia.

- A Embraer subiu 2,5%, já que Luciano Coutinho, presidente do BNDES, indicou que fará um empréstimo de cerca de US$ 650 mi para a Aerolíneas Argentinas comprar aviões da empresa.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Apesar de ter a consciência de que o PMDB, assim como foi nos últimos 30 anos, será ''peça chave'' nas eleições presidenciais de 2010, Dilma, ministra-chefe da Casa Civil, já começou a articular sua candidatura presidencial com os partidos de esquerda que formam o bloquinho (PC do B, PSB e PDT), ressaltando que seu objetivo primeiro é reagrupar os parceiros históricos do PT.

Confirmando que Alckmin finalmente acertou ao ficar ao lado de Serra, segundo uma pesquisa recente o tucano, derrotado ainda no primeiro turno da eleição do ano passado para prefeito de SP, é atualmente o preferido dos paulistas para voltar a ser governador em 2010, já que obtém cerca de 43% das intenções de voto.

Em MG, apoiado por Lula, de quem é ministro das Comunicações, o peemedebista Hélio Costa tem cerca de 40% das intenções de voto e com isto lidera a disputa pelo governo do estado, já que Aécio não poderá tentar a reeleição e, como Serra deve ser o candidato tucano à presidência, pode tentar o senado.

Atolada em denuncias, a tucana Yeda Crusius, governadora do RS, aparece apenas na terceira colocação das pesquisas de intenção de votos para governador do estado em 2010, atrás do ministro da Justiça, o petista Tarso Genro, e do prefeito de Porto Alegre, o peemedebista José Fogaça.

Arrepiado os cabelos até dos petistas carecas, o Ministério Público Federal e os advogados de Marcos Valério negociam um acordo de delação premiada que pode beneficiar o principal personagem do mensalão e, ao mesmo tempo, trazer à tona novos documentos e provas sobre os negócios do empresário mineiro.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

A Suiça, alem de fazer bons relógios e ótimos chocolates, sempre foi conhecida, e obviamente lucrou muito, pela sua imparcialidade e seu sigilo, servindo muito bem nos últimos séculos a lideres religiosos, empresários e até terroristas e traficantes, porem a atual crise mundial exige transparência e com isto o modelo suíço, de dirigir bancos e não de fazer chocolates, está com seus dias contados.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário