R.B. 19/MAR/09 "Pacto de energia limpa"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Pacto de energia limpa"

São Paulo, 19 de março de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode seguir em alta, ampliando a valorização acumulada no mês (5,1%), impulsionada pelas ''apostas'' de novas medidas para incentivar a economia brasileira, como redução da taxa de juros, que podem se reforçar com a divulgação da ata do Copom da semana passada e da segunda prévia do IGP-M de MAR/09, que pode apontar deflação de até -0,5%.
- O DÓLAR deve seguir em queda, ampliando a desvalorização acumulada neste mês de MAR/09 (-5,1%) e com ''boas chances'' de fechar o primeiro trimestre do ano abaixo dos R$ 2,20, já que diante do atual patamar da taxa de juros dos EUA (0,25%), que aliás irá permanecer baixo por um bom tempo, aplicações em títulos públicos na terra de Obama poderão ter até rendimento negativo, principalmente por causa da inflação.

ONTEM
- BOVESPA 1,6%, abriu em queda, ensaiando uma realização de lucros, para na mínima recuar -1,6%, porem, com médio volume de negócios (R$ 4,6bi), passou a subir na parte da tarde, acompanhando a recuperação das bolsas de NY, para cumprir seu objetivo de fechar acima dos 40.000pts (aos 40.142pts).
- DÓLAR -1,5% à R$ 2,25, abriu ''de lado'', para na máxima avançar 1,2%, porem passou a cair na parte da tarde, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas mundiais e a desvalorização da moeda norte-americana frente ao euro.
- Na ÁSIA, dando seqüência ao movimento de recuperação, JAPÃO 0,3, sustentada pelas ações dos bancos, já que o BC local anunciou que estuda a concessão de cerca de US$ 10bi em empréstimos para o setor, CHINA 0,2%, agora diante das ''apostas'' de que o governo local pode lançar medidas adicionais de estímulo econômico antes da reunião do G-20, no início do mês que vem e CORÉIA 0,5%, desta vez sustentada por ações de tecnologia, como Samsung (1,1%) e Hynix (4,6%), que recuperaram perdas recentes, e por ações de empresas de construção, como Hyundai Engineering (3,5%) e GS Engineering (3,6%), que ampliaram os ganhos recentes diante das expectativas de flexibilização das regras tributárias nas transações de imóveis.
- Na EUROPA, sem uma tendência única, após Trichet, presidente do BC local, afirmar que existe consenso de uma possível recuperação da economia global já em 2010, e antes da decisão do Fed nos EUA, INGLATERRA -1,3% e FRANÇA -0,2%, realizando lucros recentes diante de preocupações com o aumento da taxa de desemprego no Reino Unido, porem ALEMANHA 0,2%, com destaque positivo para a Bayer (2,8%), recuperando as perdas do pregão anterior.
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, para fecharem em alta pela sexta vez nos últimos 7 pregões, S&P 2,1%, DJ 1,2% e NASDAQ 2,0%, após o Fed. conforme esperado, manter a taxa de juros entre 0% e 0,25%, porem, desta vez surpreendendo positivamente, aumentou para US$ 1,25tri sua ajuda para o setor imobiliário.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Com o objetivo de injetar mais dinheiro na economia w diante da queda na arrecadação causada pela crise econômica, o governo federal decidiu reduzir, de 3,8% para 3,3% do PIB, a meta para o superávit primário deste ano, usando para isto um mecanismo avalizado pelo FMI que permite abater da meta o equivalente a 0,5% do PIB em despesas com obras prioritárias em infraestrutura.

Em mais um capitulo da sua ''luta'' para reduzir o spread bancário, que é a diferença entre os juros que os bancos cobram quando emprestam dinheiro e os rendimentos que eles pagam para os investidores, o governo federal prepara um novo pacote para (1) o sistema financeiro aumentar a oferta de crédito, (2) o BC regular os cartões de crédito, (3) a Caixa Econômica a estimular fusões e aquisições de bancos pequenos e (4) o BNDES operar um sistema de seguro de crédito.

Podendo reduzir a rentabilidade da poupança, e assim estimular investimentos no setor produtivo da economia, e também reduzir os juros para o financiamento habitacional, o governo estuda mudar a forma de cobrança dos financiamentos imobiliários, substituindo o atual formato de Taxa Referencial (TR) mais 12% ao ano no máximo para um modelo cuja taxa de financiamento seja composta por um porcentual da Selic adicionado de um spread dos bancos.

Dando sinais de recuperação da economia doméstica ao reverter uma tendência negativa dos últimos 3 meses, em FEV/09 o mercado de trabalho brasileiro criou 9.179 vagas com carteira assinada.

Fazendo uma proposta muito interessante para o Brasil, Nobuo Tanaka, diretor-executivo da Agência Internacional da Energia, defendeu, durante um seminário da Opep, a introdução de um novo "pacto de energia limpa" como parte principal das medidas de estímulos econômicos no âmbito internacional.

Mandando um ''recadinho'' para o ''companheiro'' Evo Morales, presidente da Bolívia, ontem Lula, ao visitar o terminal de gás natural liquefeito da Petrobras no RJ, ''avisou'' que o Brasil não vai mais depender de nenhum outro país para garantir seu suprimento de energia.

Com o objetivo de aumentar a participação das pessoas físicas na BM&FBovespa, (1) recentemente foi lançado o ETF, que é um fundo de investimento que segue o desempenho de algum índice do mercado, como o Ibovespa, e é negociado na bolsa como se fosse uma ação e com um custo operacional muito inferior ao dos tradicionais fundos de ações e (2) a BM&FBovespa e o Tesouro Nacional irão permitir que as pessoas físicas comprem títulos públicos usando o sistema de home broker.

- A BM&F-Bovespa subiu 3,5%, após anunciar que em 2008 seu lucro liquido foi 20,3% maior que em 2007.
- A Weg subiu 0,4%, após anunciar que fechou sua unidade em Guarulhos e demitiu 370 funcionários, usando como ''desculpa'' a atual situação econômica e conseqüente retração de consumo.
- O Banco do Brasil subiu 3,5%, após anunciar que sua arteira de crédito cresceu 13,2% desde OUT/08, justamente quando começaram os efeitos da crise financeira global sobre o sistema bancário brasileiro.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Fazendo seu ''teatro'' de moralização da Casa, que aliás terá algum valor caso algumas medidas propostas sejam realmente implementadas, ontem Sarney, presidente do Senado, ''avisou'' que vai reduzir pela metade o número de diretores da Casa, que hoje chegam a 136 e são quase 2 para cada um dos 81 senadores, para 68 diretorias, porem obviamente não falou nada sobre redução de salários, que em alguns casos passam de R$ 20mil.

Enquanto o PSDB, pressionado por Aécio, discute prévias para escolher o seu candidato a presidente, o DEM, que não quer perder a vaga de vice para o PMDB, declara cada vez mais abertamente sua preferência por Serra, que também já tem 110% de apoio de Alckmin, que por sua vez já se ''conformou'' em tentar voltar ao governo de SP em 2010.

''Aproveitando'' o clima de corte de gastos supérfluos no Congresso Nacional, Lula ''avisou'' que a volta à "normalidade" é um pré-requisito para que o governo cumpra os compromissos de aumento salarial firmados com o funcionalismo público para o segundo semestre deste ano.

Em mais uma destas reviravoltas que a vida dá, assumidamente contra o aborto e contra o casamento gay, o coronel Jairo Paes de Lira, do PTC de SP, assumirá na Câmara Federal a vaga do deputado Clodovil Hernandes, que na ultima terça-feira morreu de um acidente vascular cerebral e foi enterrado nesta quarta-feira em São Paulo
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como não poderia ser diferente em uma democracia e em uma economia livres, o Tribunal Regional do Trabalho de Campinas não aceitou a liminar dos Sindicatos e decidiu manter as 4.200 demissões da Embraer, porem, como ''compensação'', o TRT também decidiu que a empresa, conforme já havia ofertado durante as negociações, deverá pagar a cada funcionário demitido 2 salários de aviso prévio, com limite de R$ 7.000, além de oferecer assistência médica por um ano.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário